Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

O meu fado magoado

 

(Mestre REAL BORDALO)

 

 

 

 


 

 

 

 

O MEU FADO MAGOADO
Rogério Martins Simões
 
O meu fado magoado,
Passa o dia a noite inteira
A trinar numa guitarra
O meu fado que é tão triste
Percorre as velhas tabernas
Bebendo por todo o lado.
 
 
 
Se tarde tarda a noite
Acorda num sobressalto
Toda a minha fantasia.
E das ruas do Bairro Alto
Corro a ver ao Castelo
Para de lá nascer o dia...
 
 
 
Há sempre numa viela.
Há sempre no meu olhar
Tanta vida, tanta fama.
Um pintor com sua tela.
Um puto no seu andar
Nas ruas tristes de Alfama.
 
 
Agora que rompeu o dia
Adormece num vão de escada
Este fado madrugado
Desde a Bica à Mouraria
Escrevem mais poesia
Porque afinal à noite há fado.
 
9/2/1979
(original)
ano do poema: 1989
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Efigênia a 11 de Junho de 2008 às 02:46
Boa noite Poeta Rogério, aqui estava na espera de voltar ao seu mágico Blog de Poesias, e poder ler outras tantas suas, e lendo, fui vivendo a palavra na sua forma da alma, onde o sentimento humano quase levita, tal a magnitude sentida, e não poderia deixar em branco dois destes momentos, editando em nossa AVSPE, deixo os Link, para que veja, com admiração, Efigênia Coutinho
http://www.avspe.eti.br/avspe/rogerio/index21.html
http://www.avspe.eti.br/avspe/rogerio/index20.htm

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info