Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Sexta-feira, 18 de Junho de 2004

Guerra que me esperas

 

Três grandes amigos na recruta, SANTO TIRSO, PORTO, LISBOA.

Cada um seguiu o seu destino

O Lisboa está aqui, sou eu, ROMASI

 

 

GUERRA QUE ME ESPERAS
 
ROMASI
 
Arma ao ombro
Ombro de lado
Bala na testa
Na testa do morto
Limpa espingarda
Agarra canhão
Atira no sangue
sangra irmão…
 
Espada na mão…
Corta, segura
Espalma, atira,
Mata, coze,
Opera.
 
Decepa videira
A videira do sangue
Cai no chão
Morre para o lado…
Lado sem nada
Nada sem chão
Perde-te no vácuo
Morre canhão!
 
Lisboa 1969
 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
Notas: 1969
publicado por poetaromasi às 19:53
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De Efigênia a 19 de Junho de 2008 às 18:00
Olá Poeta, sem Guerra, ela já vai longe, aqui estamos apenas numa espera que desespera, pois você sabe bem a que me refiro.
Vou escrever uns versinhos:

VERDADEIRO
Efigênia Coutinho

Se é verdadeiro e solene
o amor com que me desejas,
tornando-me a primeira entre
todas as mulheres, eu nada
mais desejo neste Mundo!...

Senhora de um afeto tão
profundo, certo suportarei
as horas duras e infindas,
ditosas e altiva até nas
amarguras impostas pelo tempo!

Balneário Camboriú
Junho,19,2008

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved