Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 3 de Agosto de 2008

Entrevista ao SERRAS ONLINE

 

(minha mãe, meu irmão jaime Simões e eu Rogério Simões

anos 50 do século XX-  Santa clara - Lisboa

 

 

ARREPIAM-ME AS LEMBRANÇAS
Rogério Martins Simões
 
Arrepiam-me as lembranças
Das manhãs descalças…
De um corpo fino
De um bibe com alças:
Memórias de um tempo menino.
 
Sou alérgico às memórias ingratas!
Clarabóias deixam passar a luz,
Que derrete o gelo indeciso
Por onde passou um tempo preciso,
Das coisas belas e gratas.
 
Sou um vestígio dos umbrais
Que sustêm o peso dos meus sonhos.
Tento viajar com os olhos cerrados
Por um campo milho verde
Com bandeiras a tocarem o céu…
 
Vou jejuar!
Não comerei os figos
Bicados pelos gaios…
Procuro na horta os abrigos
Onde a distância dos Maios,
Dissipam as canas dos trigos…
 
Toquei na colmeia por querer!
Sou um sopro de saudade
Favo de mel com a minha idade
Picado de abelhas ao alvorecer…
 
Cheguei ao fim dos silêncios
Onde as memórias são silenciosas.
E os silêncios para contemplar…
 
Quem vos disso
Que tinha de atalhar os caminhos
Na horta adulta…
Se me resta um pedaço de água pura
E um púcaro vazio para a apanhar….
 
Lisboa, Tejo, 18 de Outubro de 2007

 


 

 

“Um pampilhosense “alfacinha”, um “alfacinha das Serras da Pampilhosa” é o título de uma extensa entrevista, à minha pessoa, publicada no “Serras online”. Quem a quiser ler poderá aceder a ela através do link que no final deste apontamento deixo.
 
 
 
Nasci em Lisboa por acaso. Se tivesse nascido na Pampilhosa da Serra, ou na Póvoa onde nasceu o meu pai, sentiria o mesmo orgulho que tenho em ter nascido na linda cidade de Lisboa.
A serra é também minha por direito próprio e rouba a minha alma e o meu coração.
Visitem a Pampilhosa da Serra e as suas aldeias.
Rogério Martins Simões
 
http://www.serrasonline.com/index.php?option=com_content&view=article&id=196&Itemid=72
 
 
www.PRchecker.infowww.PRchecker.info Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 23:45
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De Tom'a a 7 de Agosto de 2008 às 16:31
Ola'' ...
Tens um bom blog ...
Eu tenho um blog de encomendas que teria muito gosto em se precisasses de algo ajudar.te ...
Se precisares de cabeçalho ,link.me ,banner ...
Eu poderei fazer ...
Cumprimentos
http://mega-encomendas.blogs.sapo.pt

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved