Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Não imaginam a coragem que é preciso ter...!

 

 

 

Não imaginam quanta coragem é preciso ter para mostrar o vídeo que se segue. Por isso, antes de o abrir, leia por favor até ao fim.
 
PARKINSON
 
Tendo por certo a morte, é na vida que nos vemos e revemos. Então, com fé ou esperança, movemos montanhas, por vezes de ilusões, mas movemos, esperando que um milagre qualquer aconteça
 
Acredito que a minha fé ajude a encarar os momentos mais difíceis, com mais tranquilidade, sempre à espera de um milagre. Mas, também, fico na esperança de conseguir que, num dado momento, sobre por aí uma pílula milagrosa que nos cure.
 
No século passado, todos que estavam diagnosticados com o bacilo da tuberculose, antes de ter sido descoberta a penicilina; quanta esperança em alguns; quanto desalento noutros e, afinal, no limiar da descoberta, do tal antibiótico, muitos dos que tinham esperança morreram e muitos dos que não acreditavam na cura sobreviveram.
 
Quiçá, muitos, na esperança não desistiram da vida - pela vida, e viveram mais uns anos na terra, graças à ciência, mas, sobretudo, ficaram vivos por não terem perdido a esperança.
 
Acredito com firmeza que alguém me dê a notícia que tanto anseio: A cura para a doença de Parkinson.
 
Volto às palavras iniciais: Que difícil é mostrar os “estragos” visíveis que a doença de Parkinson causa em nós.
Que mais não seja, que os meus tremores e os temores sirvam para vos incentivar a não desistirem de viver e de lutar pela cura.
Irei continuar a escrever poesia e a declamá-la mesmo que chore...
 
Só mais uma palavra para quem se sente doente ou sofre do mal da solidão. Desejo, de todo o meu coração, que todos tenham fé e esperança para que o dia de amanhã seja melhor. Afinal a existência da Internet fez com que este meio pudesse ser útil para nos aproximarmos mais uns dos outros e para que os outros nos aceitem com mais dignidade.
Sejamos felizes com mais fé, mais esperança, mais amor e muita paz.
 
FELIZ ANO NOVO. FELIZ 2009
 
(Dado que, por razões óbvias, não consegui ler o poema, como então lia, deixo aqui esse mesmo poema e mais dois, não lidos mas cheios de Esperança).
 
Rogério Simões na Sessão Mensal de Poesia Vadia, realizada em 25-10-2008, no Café Le Bistro Almada (Rua Dr. Julião de Campos, nº 1). Uma organização dos Poetas Almadenses, que conta com o apoio do FAROL Associação de Cidadania de Cacilhas e da SCALA Sociedade Cultural de Artes e Letras de Almada.
 
 



 


 

 

Amanhã estarei melhor
Rogério Martins Simões
 
Hoje continua o lastro
do meu estado de alma
do dia de ontem.
 
Estou envolvido
numa teia que enleia.
Estou como que pregado
a um madeiro
sem pregos ou cordas.
Solto uma terrível agonia
e, sem dar conta,
nem vómitos dão a perceber.
 
Sou uma represa invisível
num turbilhão de água
pesarosa.
 
Se ao menos chorasse.
Se ao menos morresse.
 
Sou um ser solitário
acompanhado
com a mulher mais presente
- O amor da minha vida.
 
Será do tempo?
 
Hoje meu corpo
nem o Tejo espreitou!
Sinto-me agarrado a nada,
e nem mesmo a lua
terá saudades em me ver.
 
Este vazio imenso
parece furtar
as palavras do coração.
Parece levar a alma,
que renascia,
quando noite fora partia,
pelo Tejo,
em busca de uma bruma de saudade.
 
Será do Inverno?
 
Não! O Inverno esquivou-se
nas estações esquecidas,
onde nem as carruagens
de terceira classe param.
 
Amanhã estarei melhor!
2008
 
 


 

 

ESPERANÇA
Rogério Martins Simões
 
Entrelaço os meus dedos nos teus
Vivas ilusões, ténues lembranças
Foram inatingíveis os versos meus
Outono breve, poucas esperanças
 
Ateámos o fogo nas estrelas dos céus
Mapeávamos nossos corpos de danças,
Encontros e desencontros, não são réus
Presos não estamos, procuro mudanças
 
Agora, adorno enigmas, bordados de cruz
Cintilam horizontes de esperança e luz
Meu fogo arde no mais puro cristal
 
E se na alquimia busco a perfeição
Respondo às interrogações do coração
Descubro no amor a pedra filosofal.
 
Lisboa, 02-10-2006 23:58

 

 

 

 

NÃO POSSO ABANDONAR A ESPERANÇA
(Rogério Martins Simões)
 
Andam as minhas mãos
cansadas
Trocam-me as voltas…
E volta e meia perco
a força.
A direita vai à frente e não
 desiste
A esquerda preguiçosa …
insiste
Onde está a delicadeza
do meu gesto
Onde pára a minha pose
de dança
Bolero,
Tango,
Flamengo
Tudo quero!
Não posso abandonar
a esperança!
09-01-2005 1:06:49
 

 

publicado por poetaromasi às 01:06
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Peter a 30 de Dezembro de 2008 às 17:33
boas festas , bom ano novo, com amizade.
De poetaromasi a 2 de Janeiro de 2009 às 18:25
Peter
Obrigado pela visita e bom ano de 2009
Rogério
De a 31 de Dezembro de 2008 às 14:22
Romasi

Da leitura gostei , emocionei-me, é um facto, porque amo a humanidade. Acontece estar hoje extraordinariamente
emotivo. Porém, estou á vontade para dizer o seguinte: Que ninguém desista de viver, manter sempre a auto estima e o optimismo e a fé em alta. Estes ingrediente podem operar milagres.
Alguém está sempre pior do que nós!...
Daniel
De poetaromasi a 2 de Janeiro de 2009 às 18:35
Daniel obrigado pela visita e pelo comentário.

Na verdade não gostei de me ver neste vídeo. Recordo-me que depois de ter lido este poema e depois já sentado sem o papel na mão consegui tremer menos. Porém não existe escolha: ou me escondo como habitualmente o faço à mão esquerda – mão no bolso! Ou então vou em frente mesmo que trema e que o tremor ou a mágoa me faça chorar. Afinal como bem dizia o Daniel existem situações bem piores que a minha.
Finalizo! Apenas quero dizer que o ano de 2009 irá ser o ano da coragem. Para todos os que mais ou menos sofrem vamos em frente e nunca desistam do que gostam de fazer.
Sempre, bom ano
Rogério Martins Simões
De Verdinha a 1 de Janeiro de 2009 às 17:42
Nunca deixas a esperança morrer !
Quando menos esperares, chegará aquilo que mais esperas !

Feliz Ano de 2009!

Beijinhos verdinhos de esperança

P.s. Um pequeno conselho: não ponhas tantas entraves para entrar no teu blog. Há pessoas que não gostam de deixar os dados pessoais ou que têm dificuldade em ler os caracteres de segurança. Tirei tudo, só não deixo o meu blog nas listas dos blogs na net e não posso me queixar de ter recebido coisas inaceitaveis. Tens sempre também a oportunidade de apagar os comentários desagradaveis. Os meus visitantes vêm atráves do outros conhecidos e já são muitos !
De poetaromasi a 2 de Janeiro de 2009 às 19:24
Verdinha boa noite,
Agradeço a tua visita e os conselhos para retirar as protecções do Sapo.
No passado não tinha qualquer filtro, porém, como então era muito visitado, quando deixava o blog desamparado ficavam registados comentários anónimos de muita falta de educação. Se reparares no blogger a situação é outra tem maior segurança.

Passando à frente. Este ano vesti-me de verde. Não foi por ser do Sporting Clube de Portugal onde fui, até, campeão Nacional em Atletismo. Foi por ser 2009 - o meu derradeiro ano de esperança. Tentarei combater o meu pessimismo que advém da pouca esperança que dia-a-dia se manifesta com o agravamento da minha doença.

Afinal 2009 vai ser um ano de reflexão. Não o devemos confundir situacionismo! Qualquer indivíduo deve cumprir com a parte que lhe toca para tentar mudar o que está mal. Não podemos continuar a dormir descansados enquanto houver alguém a sofrer por culpa da sociedade. Todos incluindo esses devem lutar por uma sociedade mais justa mais equilibrada. Todavia existem aqueles que vivem acima das suas posses e que pretendem passar as suas irresponsabilidades para os outros.
Também existe muito boa gente que se despe para ajudar e que vê, depois? - Aquele que ajudou vestindo dois ternos de roupa… Quanta ingratidão existe por aí!

Vestimo-nos os dois de verde este ano. Verde seja a cor do ano de 2009. Cada qual receba o que mereça. Saúde é um bem sem a qual nada podemos fazer. Paz é o meu segundo desejo. O ano começa mal lá para os lados da Palestina. Ou será que em tempo algum terá mesmo havido paz? Paz é mesmo preciso!
Depois emprego! Sem emprego seguro não existe paz nas famílias. Sem paz nas famílias não existe paz nas nações. Precisamos de inventar ou reinventar o conceito de trabalho, de remuneração ou mesmo de necessidade de trabalho. Será que as mais belas bravas orquídeas necessitaram da mão do homem?
Bom ano
Rogério Martins Simões
De Ana Clara a 1 de Janeiro de 2009 às 20:36
Parabéns, seu blog e muito legal.
Parabéns.....
Beijossss


Quando puder de uma olhadinha no meu...
De poetaromasi a 2 de Janeiro de 2009 às 19:38
Ana boa noite,
Quero agradecer a visita ao meu livro de poesia, ao meu blog.
Saúdo 2009 e partilho consigo a esperança para que este seja o ano de meditação, de reflexão sobre o papel de cada ser humano nesta sociedade desigual – capitalismo selvagem.
Feliz 2009

Rogério Martins Simões
De Ana a 1 de Janeiro de 2009 às 20:47
Rogério, querido amigo virtual,
Foi com muita emoção que li o que escreveste e que vi o vídeo onde declamas os poemas.
A cura para a doença de Parkinson há-de chegar a tempo de te salvar.
Não percas a esperança,nunca!
Um beijo com muito carinho,
A.
De poetaromasi a 3 de Janeiro de 2009 às 00:55
Boa noite Ana, minha amiga virtual

Obrigado pelo desejo. Também espero e acredito na cura para todas as doenças. Porém o relógio biológico continua a contar e às vezes o desespero toma conta de nós. Não! Este é o ano da esperança.
Feliz 2009 Rogério Martins Simões
De Helder Fráguas a 2 de Janeiro de 2009 às 10:25
Gosto muito do novo grafismo do Blogue.
FELIZ 2009!
De poetaromasi a 3 de Janeiro de 2009 às 01:11
Meritíssimo Juiz e amigo Helder Fráguas

É sempre uma honra receber o amigo neste humilde blog. Mais me honra pelo facto de ser muito raro alguém dos blogs do Sol visitar estas paragens.
Deixei mensagem num dos seus trabalhos, sempre notavelmente bem escritos e sempre com novas que todos gostamos de saber e estar atentos.
Como já falámos pessoalmente gosto muito de temas do foro jurídico e da área do Direito penal. – Defeitos de profissão…
Mais uma vez lhe peço para quando passar à vela, em frente à minha varanda voltada ao Tejo, telefone para o TM que adoraria acenar com uma bandeira vermelha para se ver melhor.
Se acaso colocar a preta é por que a coisa está a ficar pior do que pintam.
Todavia se lhe acenar com a minha cor preferida, o verde, tenha esperança que lá estarei frente à Torre de Belém para de lá partirmos mar dentro em busca da eterna paz com todos os povos do mundo.
Desejo de muita paz e de justiça, com saúde.
Rogério Martins Simões
De soumaiseu a 2 de Janeiro de 2009 às 23:48
Olá, Rogério! Não adianta tentarmos disfarçar aquilo que somos. A coragem está em mostrar-nos como somos, simplesmente! O que temos de fazer é nunca baixar as armas e vivermos cada momento o mais intensamente possivel. A luta diária faz parte da nossa vida, para que não nos esqueçamos quem somos e porque é que lutamos! A cura virá, um dia! Deus queira que ainda venha a tempo de te ajudar. Desejo do fundo do meu coração que melhores. Que 2009 te traga menos sofrimento e muito mais alegria. Um beijo. São
De poetaromasi a 3 de Janeiro de 2009 às 01:19
São boa noite e obrigado pelo comentário e pelo carinho.

Claro que sim! Estamos fartos de disfarces! É como se o Carnaval completasse o círculo do ano. Mas lá que é difícil dar a cara lá isso é. Daí as máscaras e os sucessivos disfarces. Há máscaras para todos os gostos. O problema é o baile de máscaras da miséria, da ignorância, da tristeza ir tomando conta do baile…
Feliz 2009
Rogério Martins Simões

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info