Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Sábado, 3 de Janeiro de 2009

AS AVES SEM ABRIGO DA MINHA CIDADE

 

 

VAMOS ACABAR COM A POBREZA!

 

 

 

 

As aves sem-abrigo da minha cidade
Rogério Martins Simões
 
Já não confio no Sol,
e no claro dia,
que davam visibilidade à esperança
quando as flores
nem se pisavam nos canteiros…
 
Era proibido pisar a relva! …
Antes assim!
Que este estado de coisa nenhuma…
Quando muitos,
há muito,
deixaram de viver…
 
A exclusão social
todas as noites acorda
no desassossego…
Nas filas que ainda…
ordeiramente se erguem,
na espera,
por um prato de sopa
ou por um pedaço de pão.
 
Retemperam-se os corpos
Agonia dos mais desesperados,
Olvidados, excluídos da sociedade,
dos poderes políticos e dos governantes.
 
A explosão social não dorme! –
Não tem por onde ficar…
A vergonha vai perdendo o medo
ou a noite está a chegar
cada vez mais cedo…
 
Sorte têm os pardais…
ou os estorninhos…
que ensaiam bailados
nos céus de Lisboa.
 
Ontem saí mais tarde!
O céu estava cinzento carregado.
Fazia frio!
Era cedo ainda a noite!
Era tarde já o dia!
Lá estavam…
As aves sem-abrigo,
da minha cidade,
agonizando
e pachorrentamente embrulhadas
em cartões não recicláveis.
 
Esta noite
toda a noite choveu!
Pela manhã
uma fresta de luz rompia,
do céu cinzento,
não deixando esfriar as pedras aquecidas
nos corpos da madrugada…
 
Lisboa, 01-01-2009
ano do poema: 2009
Notas: 2009 ano da esperança!
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Lumife a 3 de Janeiro de 2009 às 16:41
Visitando os amigos/as que guardo no coração e desejando tudo de bom em 2009.


Um abraço
De Armando Rocheteau a 5 de Janeiro de 2009 às 18:03
Tenho lido com atenção o seu blogue. Deixo-lhe aqui um abraço e o desejo que tenha um Bom 2009

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info