Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Segunda-feira, 5 de Julho de 2004

Approbo um software contra o plágio

 

APPROBO UM SOFTWARE CONTRA O PLÁGIO
 
Por feliz coincidência, veio parar às minhas mãos uma notícia publicada em 15 de Maio de 2009 em  www.tvi24.iol.pt com o título “Approbo vai pôr fim ao plágio de trabalhos académicos”.
De acordo com o teor da notícia este programa permite detectar plágio em trabalhos académicos; é um software de uso grátis desenvolvido pela Symmetric, em Barcelona.
Como referi foi feliz coincidência. Quem conhece a minha poesia e visita o meu blog, “POEMAS DE AMOR E DOR” http://poemasdeamoredor.blogs.sapo.pt , conhece a luta que travo contra os meus plagiadores. Luta que determinou a minha actual decisão: não publicar mais poemas enquanto não mudarem os comportamentos daqueles que colocam o seu nome como autores da minha poesia. Daqueles que dão cabo dos meus poemas colando aqui e além pedaços dos mesmos.
 
APPROBO o SOFTWARE CONTRA O COPY-PAST
Voltando ao Software APPROBO, acedi a este link http://approbo.citilab.eu/
e subscrevi o serviço – é grátis. Seguidamente validei a mensagem recebida por correio electrónico e fiquei com acesso a este serviço gratuito.
 
APPROBO E A POESIA
Depois, testei os poemas que foram plagiados pelo meu plagiador “sombra” Hemilton Afonso e constatei que aquele programa ainda não consegue aceder a sites e a locais onde já acedi com o GOOGLE. Porém, descobri o meu soneto “AMO-TE LISBOA VIRADA AO TEJO” mais uma vez plagiado neste link e que não tinha conseguido detectar via Google.
 
http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090118153627AAPsOki&r=w&show_comments=true&pa=FZB6NWHjDG3N56z6v_2wWvmSQ.FvB5YB_9XPcEUd6C2Fkppo4u2_UA--&paid=add_comment#openions
Continuei a testar outros poemas e o programa detectou de facto alguns locais onde publiquei aqueles poemas. Todavia, talvez devido ao formato do texto dos poemas, ainda não substitui o Google para procurar os meus poemas plagiados ou sem que tenham sido colocados os respectivos créditos.
 
APPROBO E OS TEXTOS
Quanto aos textos, e trabalhos que já editei, este programa localiza onde foram editados e se existirem plágios ele detecta e indica as respectivas partes plagiadas.
Conclusão:
Trata-se de uma novidade. Estou certo que outros poderosos motores, como o do Google, irão entrar na concorrência a este programa. Por meu lado aprovo este programa com reticências onde irei testar cerca de 300 poemas editados no meu blog POEMAS DE AMOR E DOR..
PLÁGIO OUTRAS FORMAS DE detectar
Finalizo deixando aqui outra forma para detectar o plágio:
Façam o seguinte:
Abram por exemplo o motor de busca do Google. Por exemplo neste link
http://www.google.pt/advanced_search?hl=pt-PT
Seguidamente, já na pesquisa avançada, procurem por um texto ou parte de um poema vosso e com mais uma só palavra obrigatória para não aparecerem demasiados resultados nulos.
 
Pronto é só abrirem os sites ou blogs e identificarem os plagiadores.
Para terminar dou um exemplo de busca directa. Por exemplo peguei no meu poema atrás citado AMO-TE LISBOA VIRADA AO TEJO e escrevi:
 
1º Uma palavra de um verso, por exemplo: CATIVA
2.º Um verso completo entre parênteses “JUNTARAM-SE OS TELHADOS ENFEITIÇADOS”
3 º Fica assim:  cativa “juntaram-se os telhados enfeitiçados”

 

 

CARREGUE è AQUI ç PARA VOLTAR AO POST INICIAL

 

www.PRchecker.infowww.PRchecker.info Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 2009
publicado por poetaromasi às 21:54
link do post | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved