Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

Plágio do meu poema Cobri de rosas

 

PLÁGIO do poema COBRI DE ROSAS
 
Hoje, 29 de Maio de 2009, fiz mais uma importante descoberta: o meu poema “COBRI DE ROSAS”, escrito por mim em 1987, publicado em (Caderno Uma Dúzia de Páginas de Poesia n.º 41) (Poetas Almadenses) e Registado no Ministério da Cultura - Inspecção-Geral das Actividades Culturais I.G.A.P. –  Processo n.º 2079/09) surge num site plagiado por alguém com o seguinte nome ROSE CAMAICOW.
O link para o meu poema plagiado é este:
http://www.anna.paes.nom.br/aap/rosecc.html
A falta de ética vai ao ponto da plagiadora escrever a seguinte dedicatória à dona do site *Anna, é para vc este poema… que Deus esteja sempre a te iluminar pois é dele que nos vem a inspiração…
 
E digam lá se posso ter vontade ou estímulo para colocar poemas novos no meu blog “POEMAS DE AMOR E DOR”. Sinto uma enorme mágoa e uma revoltada tristeza por até meterem Deus no meio deste autêntico “saque” à minha poesia. Assim não!
 
Rogério Martins Simões
 
 
COBRI DE ROSAS
(Rogério Martins Simões)
 
Cobri de rosas
A tua rosa
O teu botão.
Abri a rosa
Cortei a pétala
Pétala a pétala
Enchi o chão.
 
Mas se ao menos
O teu rosto sorrisse
E a tua boca
Dissesse palavras
De ternura:
Eu te daria
De novo rosas
Formosas
E em botão.
 
1987
 
(Caderno Uma Dúzia de Páginas de Poesia n.º 41)
(Poetas Almadenses)
 
(Registado no Ministério da Cultura
- Inspecção-Geral das Actividades Culturais I.G.A.P. –
Processo n.º 2079/09)
 
 

Recebi da autora do site, atrás citado, onde foi alojado este meu poema plagiado. Agradeço o esclarecimento e a reposição da  verdade conforme comentário que deixou.

Muito obrigado

Rogério

 
 
Mais um plagiador e desta vez é do SAPO
 
Alterou o título para COBRI DE ROSA e estragou o poema. Quem fez isto nada sabe de poesia. Não basta copiar, plagiar é necessário ser poeta.
 
ESTE POEMA FOI PLAGIADO!!!
Este poema foi escrito por mim.
A prova está no meu blog e no motor de busca do GOOGLE
Autor do poema, devidamente registado, é Rogério Martins Simões
Pode ser encontrado o original em POEMAS DE AMOR E DOR
O poema encontra-se devidamente registado em Portugal na IGAC Inspecção-Geral das Actividades Culturais processo 2079/09.
Dado que o poema foi plagiado copiarei o link para o colocar no meu blog
 
BLOG EM VERDADE VOS DIGO
 
 
 
Rogério Martins Simões
Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: Muito triste
Notas: Plagiadora Rose Camaicow
publicado por poetaromasi às 21:50
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De Anna Paes a 29 de Maio de 2009 às 23:57
Senhor Rogério, boa noite.
Devidamente o seu Poema volta a te-lo como autor
Recebi aquele Poema em 2001 por e-mail, como presente e desconheço a autoria realmente.
Me desagrada tal ato tendo eu mesma sido plagiada diversas vezes na net, então coisa comum hoje em dia!
Na mesma página que o citou acima, encontra-se tudo, leia!
Ficaral la em minha Home Page por um mês com sua autoria quando então estarei reformando o site
Grata
Anna Paes
De poetaromasi a 30 de Maio de 2009 às 18:05
UM SIMPLES E INCONFORMADO COMENTÁRIO

Aceito todas as justificações. Porém, quem edita qualquer coisa de alguém, que não conheça, estará sempre em risco. Não tenho por hábito o fazer.

A questão que aqui estou a colocar vejo-o assim:

a) Existem pessoas que colocam artigos, poemas ou outras coisas sem colocarem os nomes dos autores. Por vezes dá “jeito”! Basta ler os comentários: Bom artigo! Belo poema etc. Pior! Não dizem que as obras não lhes pertencem.
b) Face ao que atrás afirmo e falando no meu caso, basta colocar autor desconhecido, ou nada, para quem goste do poema o divulgue da mesma forma ou até o assine.
c) Pior é o plágio! Aqui existem variadíssimas formas de o fazerem. 1.º Mudando o nome do autor e “roubando” os trabalhos dos outros. 2º alterando o título pensando que deste modo não são apanhados. 3.º Alterando parte do poema, isto é, assassinando o poema.
d) Depois existem os sites de grupos. Ainda ontem encontrei mais de 10 poemas meus sem nome do autor e colocados como sendo de alguém que assina como suissinha. Neste caso, como em outros tenho denunciado, bloquearam o copista. Colocar poemas, ou artigos, que antes de o fazerem se deveriam certificar se eram dessa pessoa, ou anónimos, é um erro que conduz ao “boato” e à pirataria.
e) Não citar a fonte nem o nome do autor é como alguém assumisse a autoria do poema, pois, até, os anónimos estão protegidos por Lei e podem processar alguém exigindo direitos de autor.
Cumprimentos
Rogério Martins Simões
De Simbologia do aMoR a 15 de Junho de 2009 às 16:20
Olá Rogério!
Já escrevi algumas vezes mas não tive sua resposta.
Um dos seus poemas, o qual diz ter sido plagiado, eu já nem sei o que é plagio ou não. Certa vez disseram-me que eu assassinei um poema. Na verdade, eu quis transcrever o que a pessoa quis dizer sobre o amor. A pessoa escreveu como título "amor" e eu escrevi "Por Amor". Na verdade, quando escrevi com este título, quis ressaltar que é difícil falar de amor, mas, Por Amor tudo é possível fazer, e até mesmo perceber do ouro lado de uma tela quem é a pessoa. Mesmo assim, ainda levei nome de assassina.
Eu tenho um log no sapo, o qual chamava-se "Velucia", o qual eu mesma o assassinei, extamente porque sempre escrevi para uma pessoa a qual não se importou em responder.
Outro dia, quase há um mês atrás, meu blog foi capturado e também não sei porque e por quem. Mas eu tenho minhas desconfianças. Eu escrevi um poema chamado "amor", exatamente no mês anterior, e para minha surpresa, mudaram o nome do meu blog para amor onde fui parar direto na tua página. Não entendi nada mesmo. Mas sei que deve ser captura de poemas.
Quando li o teu poema acima, o qual você disse que foi plagiado, eu o recebi e também respondi com um poema. Se ele é teu poema, escrito por você, porque será que ele veio parar nas minhas mãos?
E quando você fala em Sol (sobre teu pai), certa vez em um blog de nome "Planeta-Sol" no sapo, tentou invadir meu blog. O que você sabe sobre isto? O conhece?
Aguardo uma resposta, pois já escrevi várias vezes e o senhor não responde.

Desde já, obrigada.

Vera L. J.
Blog http://re-nascer.blogs.sapo.pt
De Anónimo a 1 de Julho de 2009 às 16:11
venho lhe pedir desculpas por ter escrito este poema e colocar em nome de minha amiga rose, na verdade meu nome é juliana simão e plagiar nunca foi minha intenção, não estaria tentando me esplicar se não tivesse enviado no nome da rose, porém pesso desculpas a vc e aela principalmente se causei qualquer problema
meu e-mail é
jujubagatinha_40@hotmail.com

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved