Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

Caem lágrimas - republicado

 

 

 

 

CAEM LÁGRIMAS
(Rogério Martins Simões)
 
Rolam-me na face
Caem no chão
Secam com o vento
As lágrimas tristes
Do meu coração!
 
Continuo escrevendo,
Versando tua beleza,
Apenas interrompido
Por longos suspiros
Da grande tristeza
De meu coração!
 
E, se depois penso
Que jamais serás minha:
Rolam-me lágrimas
Pelo rosto molhado
Caem no chão!
Secam com o vento!
As lágrimas tristes
Do meu coração.
 
Escola Secundária Patrício Prazeres
Lisboa, Abril de 1968
(Registado no Ministério da Cultura
- Inspecção-Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. –
Processo n.º 2079/09)
 

 


 

De Patrício Prazeres



 

De Patrício Prazeres



 

De Patrício Prazeres

 

 

 

O ESPELHO FALANTE

 

Quando se deixa partir o tempo, e os amigos, restam os registos nas memórias e as fotos que nos fazem recuar…
E temos na lembrança os rostos luzidios de criança, de adolescentes, de adultos, que permanecem sempre, ou quase sempre, iguais.
O tempo passa tão depressa, e, por mais que se envelheça, não nos passa pela cabeça que a idade pesa.
Revejo-me ao espelho e não aconselho que o façam, pois, se o fizerem, irão encontrar nos traços, nas rugas, ou nas marcas, aquilo que todos vêm e não querem aceitar.
Gosto de recordar os meus amigos, como dantes, e nunca lhes recordaria que todos envelhecemos por igual.
Por vezes reencontro um amigo, um antigo colega de escola, de trabalho e fico tão feliz por revê-lo que nem me importa que ele seja o meu espelho falante:
- Rogério está velho!
Rogério Martins Simões
“Diálogos da alma com o poeta”
Aldeia do Meco, 13-07-2009 18:26:36
 
 

 



 

ano do poema: 1968
publicado por poetaromasi às 15:30
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info