Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 24 de Setembro de 2006

Vietname - tanto bombardeiro...

TANTO BOMBARDEIRO

Rogério Simões

 

Tanto bombardeiro

Com as armas apontadas

Ao coração do povo

Tanto bombardeiro

Derramando sangue inocente

Violando as culturas

Destruindo os rebentos da lavra…

Tanto bombardeiro

Tanto ódio

Hoje, por aqui,

Transformando a terra em cinza.

1973

(Lembrando o Vietname)

ano do poema: 1973
publicado por poetaromasi às 17:22
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Marcos Sobral a 10 de Novembro de 2008 às 22:50
27 data: 2006-09-27 03:08:02
Marcos ( devil_slb@hotmail.com / http://persistenciadotempo.blogspot.com) escreveu:

Ola, muito boa noite.
Ja tenho conhecimento do seu site ha bastante tempo. Gosto muito de poesia simples mas boa (tanto de ler como escrever) e ha algum tempo estava na net a pesquisar sites e o seu (na altura menos conhecido) chamou-me a atenção pela sua poesia linda , estruturada mas ao mesmo tempo simples, e também deveras parecida com a minha no sentido da maneira como escreve e se exprime. Adoro mesmo os seus poemas, acho-os geniais e puros e posso afirmar que sao indubitavelmente se nao os melhores, sao certamente dos melhores que ja li em toda a minha vida.
O seu blog inspirou-me a ter e fazer o meu proprio blog (www.persistenciadotempo.blogspot.com) com os meus poemas tambem , e por isso apenas hoje (literalmente ha cerca de 15 minutos) fi-lo.
O meu unico grande problema é que praticamente nada sei destas coisas de internet e de computadores (o que é uma vergonha para a minha idade !) e por isso o meu blog ainda esta extremamente basico pois nem sequer sei como adicionar Links e essas coisas (gostaria de la por o seu pois considero que a sua poesia é realmente obrigatória).
Desde ja os meus parabéns pela sua magnifica escrita.
Um abraço
Marcos Sobral
transcrição do livro de comentários findo

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info