Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

COBRI DE ROSAS

 

 

 

 

 

COBRI DE ROSAS
(Rogério Martins Simões)
 
Cobri de rosas
A tua rosa
O teu botão.
Abri a rosa
Cortei a pétala
Pétala a pétala
Enchi o chão.
 
Mas se ao menos
O teu rosto sorrisse
E a tua boca
Dissesse palavras
De ternura:
Eu te daria
De novo rosas
Formosas
E em botão.
 
1987
 
(Caderno Uma Dúzia de Páginas de Poesia n.º 41)
 

 

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 1987
publicado por poetaromasi às 21:45
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De Paula Raposo a 13 de Dezembro de 2006 às 09:27
Sempre belo o que escreves!! Beijos.
De Secreta a 13 de Dezembro de 2006 às 09:47
Poema lindo , lindo como as rosas.
De Sofia a 14 de Dezembro de 2006 às 02:37
Aqui vai um sorriso. (Adoraria poder colocar uma carinha rindo no comentário) bjs
De carla granja a 16 de Agosto de 2007 às 21:56
não há ninguém k não goste de receber uma rosa. está lindo o teu poema. : )
bjo
carla granja
De Ana a 17 de Setembro de 2007 às 19:27
Boa Selecção de Poemas .

Sempre que precisar de cuidados aos seus parentes menos jovens, já sabe :

http://cuidadosaidosos.blogspot.com
De Cristina Valério a 17 de Outubro de 2007 às 21:30
belo como a rosa.
parabens.
De divaclaudio@sapo.pt a 15 de Novembro de 2007 às 16:43
Cobri meu corpo de Rosas
A minha Rosa
O meu botão
Abri a Rosa
Cortei a pétala
Enchi o chão

O meu rosto sorriu
Dos meu lálios saíram
Palavras de ternura:
Como é bom sentir o teu perfume
E a maciez das tuas pétalas
Na minha pele.
Minhas belas Rosas formosas em botão!
De divaclaudio@sapo.pt a 15 de Novembro de 2007 às 16:52
Uma mulher Inteira

Uma selha de Amor
Um copo de água
Um copo de açúcar
Uma mulher feliz
Um coração palpitante
Uma alegria a sorrir
Um ser completo
Uma mulher inteira a viver..

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved