Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Ninguém me viu... (republicado)

 

 

Fotografia da minha autoria

 

publicada em "Caras" e Olhares"

 

http://olhares.aeiou.pt/poetaromasi

 

 

 

Ninguém me viu
(Rogério Martins Simões)
 
Cheguei! Marquei presença
e não deram por mim…
Quem haveria de dar?
Tenho a ausência descomprometida
e regras para respeitar…
 
Cheguei!
Ninguém viu:
Pardais de telhado…caídos;
uma pomba branca amordaçada…
Corruptos vendidos,
pátria minha; sua coutada…
 
Cheguei!
O aviso estava na porta:
-Aqui só gente morta…
 
Ninguém acudiu!
Ninguém reparou!
Ninguém sorriu!
 
Farto de escutar o silêncio
Da ausência comprometida…
Chorei!
Gritei!
E ninguém me viu…
 
Barco Seixal Lisboa 21-08-2008 8,59:02
 
(Registado no Ministério da Cultura
- Inspecção-Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. –
Processo n.º 2079/09)
POEMAS DE AMOR E DOR
 
 
 

 

ano do poema: 2008
publicado por poetaromasi às 15:22
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Anónimo a 18 de Março de 2010 às 15:57
Tao lindo e profundo!!

Adorei!

Bela
De luadoceu a 18 de Março de 2010 às 16:04
Não grites mais
Eu vi-te
Adoro mar e praia
Fica bem
Bom fds
De Marcia a 22 de Março de 2010 às 16:19
Lindo,,, mesmo,,, a realidade é que muitos nos olham e poucos nos veem!!!
Parabens poeta!!!
beijnhos...
De Joana a 26 de Março de 2010 às 22:29
Soberbo
Repleto de beleza e harmonia, mas acima de tudo, de verdade e sabedoria!

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info