Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 23 de Maio de 2010

Elisabete Sombreireiro Palma - a pintura

 

 

Nome : Elisabete Maria Sombreireiro Palma

Naturalidade : Beja

Data de nascimento : 19/10/1948

Formação académica na área da contabilidade, inscrita como T.O.C. com o nº 3774. Trabalhou cerca de trinta anos, exclusivamente, como responsável da contabilidade de diversas empresas, sendo a última, a produtora de cafés, da marca “ Nicola”, da qual saiu por fusão desta empresa com um outro grupo empresarial.

Em função da disponibilidade obtida, inscreveu-se na Universidade para a Terceira Idade, UITI, na disciplina de “Criatividade Artística” ministrada pela Professora Carminho em Novembro de 2002, tendo assim, dado início à concretização de uma suposta vocação despontada em criança.

Trocando definitivamente a caneta pelo pincel, continuou a aprendizagem e o enriquecimento na técnica da pintura a óleo sobre tela, no atelier da Professora Carminho.

Participou em duas exposições colectivas de pintura. Desde o dia 17 de Maio de 2010, e até ao dia 31 de Maio de 2010, tem 23 quadros expostos numa mostra de pintura na Biblioteca Municipal do Pinhal Novo - Palmela - junto à estação ferroviária do Pinhal Novo.

 

(Nota: Quem conhece a minha poesia sabe quanto admiro a minha companheira Elisabete Sombreireiro Palma. A Elisabete, a quem se destina este espaço, não gosta de estar ao computador e esta será a razão para que seja eu a dar a conhecer os seus talentos.

Há 20 anos, quando a conheci, a Elisabete perdeu o seu filho mais novo, o Ricardo, num brutal acidente de mota nos acessos à Ponte 25 de Abril. Tinha então 18 anos.

Raramente falamos da morte do Ricardo. No dia 1 de Julho recorda-se a tragédia, sem palavras, mandando celebrar missa na Igreja de S. Domingos de Benfica.

- Rogério, nem um só momento esqueço a morte do meu filho. Disse-me um dia.

A Elisabete é uma mãe coragem.

Quem a conheceu mais cedo ainda teve o prazer de escutar o seu belo canto. Dizem que cantava e encantava com o fado de Coimbra e o canto alentejano. Numa intervenção cirúrgica à tiróide perdeu os agudos. Para mim continua a encantar mesmo que cante baixinho.

Quanto à sua pintura, que tenho incentivado, sou, de certo modo, o guardião de parte dos seus quadros. Elisabete Maria Sombreireiro Palma é merecedora de participar noutras exposições.

Finalmente, quero salientar a sua qualidade de escrita. Logo que possa irei colocar aqui as suas redacções, autênticas preciosidades, que nos transportam no tempo aos anos 50 do Século passado, enfim, recordações da escola do Magistério primário de Beja onde foi aluna da Professora Conceição filha do Professor Janeiro Acabado

Tentarei que escreva os contos que ela cria e conta para o seu neto e que continue a estória do nosso lindo e saudoso cão.

A Bete é mesmo assim: uma mulher muito especial – uma grande mulher.

Do seu companheiro:

Rogério Martins Simões

 



 

(Óleo sobre tela

Elisabete Maria Sombreireiro Palma)

Por ocasião da III Feira da Saúde de Pinhal Novo, Palmela – Portugal – que decorreu entre 17 a 23 de Maio de 2010, teve lugar uma “mostra de pintura” de Elisabete Sombreireiro Palma. Foram expostos parte dos quadros, pintados pela Elisabete Sombreireiro Palma, que habitualmente adornam a nossa casa.

Hoje recebemos mais um amável convite para que os quadros permaneçam em exposição, no mesmo local, na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo, junto à Estação Ferroviária com o mesmo nome.

Quem estiver interessado em os ver, até ao dia 31 de Maio de 2009, poderá seguir de comboio desde Lisboa e descer no Pinhal Novo. A Biblioteca Municipal fica mesmo ali.

Para que vejam a evolução artística da sua pintura deixo aqui a fotografia que tirei ao seu último trabalho a que chamámos de “Mar Revolto”.

Um agradecimento à Exma. Sra. Dr. Margarida Martins pelo seu amável convite.

Do seu marido e admirador,

Rogério Martins Simões

 

(Óleo sobre tela Elisabete Sombreireiro Palma)
(MAR REVOLTO)

publicado por poetaromasi às 21:54
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De José Luís Garcês a 25 de Maio de 2010 às 22:51
Caro amigo,
~
Só hoje conheci o seu blog. Sou fotógrafo amador e publico fotos no site Olhares, que costumo acompanhar com poemas. Hoje utilizei um seu, devidamente identificado. Se não estiver de acordo diga-me que imediatamente o retirarei. Pode-me contactar através do site. http://olhares.aeiou.pt/a_mais_bela_historia_foto3731259.html
Obrigado e um abraço.
JLG

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info