Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quarta-feira, 5 de Julho de 2006

EU (Rogério) EU (Efigénia Coutinho)

 

 

EU

 

Rogério Martins Simões

 

5/07/1949

 

Sou do signo do caranguejo,

tenho fases como a lua:

às vezes sou

como uma ave planando ao vento;

por vezes rujo forte como um leão.

Hoje não,

estou fatigado, cansado de pensar

e o meu pensamento arrasta-me,

para o edifício azul na montanha,

onde solto as minhas pesadas mãos

com que agarram o sol.

 

Sempre que me sinto assim,

fico parado no tempo

à espera da rotatividade da sorte,

da esperança, de tudo e do nada...

 

Nasci em Julho num dia de sol.

 

O tempo passa depressa,

assim não pensava quando era menino,

mas pensava,

e o meu pensamento arrastava-me

para o patamar do edifício azul.

 

- O meu filho está com a lua!

(Dizia minha mãe)

A lua tomava conta dos meus sonhos,

estava longe e o sol beijava-me.

- Por que razão

deixamos para trás o que está perto?

Por que razão desejamos o infinito

 e só nos realizamos tendo tudo?

Contudo desprezamos

e não damos conta do que está certo.

Hoje juntei o cinco ao sete.

Um de cada vez!

Tenho cinquenta e sete.

 

5/07/2006

 

 

EU
Efigênia Coutinho

Tu, só e triste no meio de tanto Sol de alegria,
entre tantos cantos e tantos perfumes de amor
que fazem festa em torno de ti todos os dias!
Essa voz interna, respondi eu, com outra voz.


Naquele formigueiro humano, que agita-se
entre todas as flores tu és sempre a mais bela,
entre todos os perfumes, o que tu espalhas
em volta, é sempre o mais suave e delicado.

Em volta de ti, as rosas abrem as suas corolas
cheias de volúpia; mas tu és a mais bela de todas
essas rosas, porque a verdura fresca da tua alma é
magia, um mundo de sonhos, esperanças e alegrias!

Quando estas rosas todas estiverem mortas, tu serás
ainda mais viva, e o rosado da tua alegria o mais pleno
e a mais fecunda das sementes deixadas em todos
os corações de felicidade e esperança no amanhã!

Balneário Camboiú
2004

www.PRchecker.infowww.PRchecker.info Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 2006
publicado por poetaromasi às 00:25
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved