Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 4 de Dezembro de 2011

O cíúme mata...

O CIÚME MATA...

(Rogério Martins Simões)

 

Abri a janela do quarto

Quatro paredes! Deserto…

A sensação de estar farto!

E o meu chão ali tão perto...

 

Afunda a noite na alma,

Na dor, por amor, sofreu

Esta noite não está calma,

É tão escura como breu.

 

Clamo por minha loucura.

Desatino tenho certo…

Não tenho medo da altura:

E o chão ainda mais perto...

 

Olho de novo p´ro rio,

Hoje nem luar de prata.

É verão mas tenho frio,

É o ciúme que me mata.

 

Nuvens que o ciúme deu.

Luar sem ter lugar certo.

Amor, que te aconteceu,

Perdidamente tão perto…

 

Lisboa, 10/5/1989

Alterado 2011

(Registado no Ministério da Cultura

- Inspeção-Geral das Atividades Culturais I.G.A.C. –

Processo n.º 2079/09)

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 01:10
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De angelica damasceno a 21 de Dezembro de 2011 às 13:45
Eu adorei eu
De Dayara a 2 de Janeiro de 2012 às 16:56
E muito legal essas palavras d amor e dor,,,,,,,,e muito interessant

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved