Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quinta-feira, 17 de Maio de 2012

Mundo Melhor

O poema que vos dou a conhecer foi escrito em 1969, tinha 19 anos de idade e queria um Mundo Melhor. Foi então musicado pelo conjunto “A Cápsula” do qual fazia parte o meu irmão Jaime Simões e era muito solicitado nas festas. Dou-o a conhecer pois faz parte do meu percurso como homem e poeta. Um agradecimento ao meu irmão mais novo, o José Manuel, por ter conservado este poema que rasguei.

Finalizo a sua apresentação, trata-se de um humilde poema mas, tal como quando tinha 19 anos, continuo a pensar que devemos exigir um Novo

 

Mundo – Um Mundo Melhor.

Rogério Martins Simões

 

 

 

MUNDO MELHOR

Romasi

Rogério Martins Simões

 

Irmão, meu irmão,

não temas dá-me a tua mão,

não vês que o mundo é belo

quando assim nós o queremos.

Abre os olhos, olha em frente:

Não vês flores no chão

espalhadas pelo vento...

Vamos! Lança a tua mão

a minha espera a tua

 

Este é o mundo do Criador,

O mundo do Senhor

O mundo melhor.

 

 

Vamos irmão,

Não temas dá-me a tua mão

Dorme no meu palácio

na minha melhor cama

Come do meu pão

veste o meu pijama.

Sabes? Aqui não há ouro

mas não existe fome,

estás tão fraco, come.

Serve-te do meu talher

vai à dispensa

tira o que houver.

Come mas reza primeiro

agradece  ao Senhor

Este é o Seu Mundo

Um Mundo melhor

 

Vamos irmão

não temas e dá-me a mão.

Vamos beijar flores…

acariciar os nossos irmãos

Olha! Está ali uma flor

formosa flor plantada na terra

que a terra parece engolir

Terá de florir!

Vai, leva-a ao meu palácio…

dá-lhe o que te dei

ensina-lhe o que te ensinei

lança-a na vida

à procura  de outras flores

e seremos um novo mundo:

Um Mundo Melhor

 

Lisboa, 7/2/1969

 

(Registado no Ministério da Cultura

- Inspeção-Geral das Atividades Culturais I.G.A.C. –

Processo n.º 2079/09)

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
tags: ,
publicado por poetaromasi às 19:57
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De Sandra Leitao a 24 de Maio de 2012 às 18:58
Bendito irmão,que lhe salvou o poema,eu ficaria mais pobre se ñ o tivesse lido!Eu acredito num mundo novo e melhor,um mundo de igualdade e de amor.Obrigado por esta partilha tão bonita!
Sandra

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved