Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013

QUEDA DE UM PRATICANTE DE PARAPENTE NO MAR DO MECO

 

ACIDENTE COM PARAPENTE NA PRAIA DAS BICAS

21/1/2013: No passado dia 21 de Janeiro mais um praticante de “parapente” caiu nas águas agitadas da Praia das Bicas sem se ter conseguido libertar da respectiva “asa”. Foi salvo por outros praticantes que colocaram em risco a suas próprias vidas.

 

Heróis anónimos: Ao Afonso e seus companheiros

Tenho por hábito transportar comigo a minha máquina fotográfica com a qual vou recolhendo imagens do dia-a-dia. Foi assim que aconteceu quando, no fatídico dia 6 de Junho de 2010, presenciei a luta travada por três heróis anónimos para resgatar do mar um praticante de parapente de nacionalidade francesa. No dia seguinte escrevi assim no meu blog:

 

“O homem que queria ser pássaro”

“Ontem, na praia, os meus olhos ciciaram para o meu coração uma tristeza infinita: a morte viajou em parapente, tombou na praia, enquanto outras asas, com outra sorte, cilhavam o céu sem descer.

Já na praia um companheiro de parapente, que desceu em seu socorro, juntou-se aos poucos heróis que se debatiam para retirar do mar o homem que queria ser pássaro.”

Tarde demais: O “pássaro” morreu.

 

 

 

 

 

Passados quase dois anos reconheci um dos heróis que tanto lutou para resgatar das águas um desconhecido companheiro deste desporto: O AFONSO.

 

 

Praia das Bicas, 21/1/2013

QUEDA NO MAR DE UM PRATICANTE DE PARAPENTE

 

Desde o dia 19 de Janeiro, dia em que ocorreu a violenta tempestade, que não me aproximava do mar.

Aproveitando a melhoria do tempo, quando me dirigia à Praia das Bicas, reparei pelos gestos de um casal de amigos que algo de grave estaria a acontecer: Tinha caído ao mar um homem que viajava em parapente.

Olhei a praia e vi 2 asas de parapente abandonadas na praia. Pertenciam a outros tantos valorosos praticantes desta modalidade que não hesitaram em descer.

 

 

 

Nem me preocupei com as fotografias: era necessário contactar com a emergência médica. Liguei o 112 e comuniquei o caso. Entretanto já o Afonso e seus valorosos companheiros tinham resgatado das águas o companheiro.

 

Já no dia seguinte tomei conhecimento que o acidentado se encontrava bem.

Finalizo. Graças a estes valorosos e anónimos homens não existiram choros.

Por isso dou a devida nota para que aqueles que a leiam possam tal como eu deixar um louvor aos valorosos e anónimos heróis.

Meco, Praia das Bicas, 24-01-2013 20:45:52

Rogério Martins Simões

  


Ver Praia das Bicas num mapa maior

publicado por poetaromasi às 20:57
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info