Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quarta-feira, 17 de Maio de 2006

MARESIA

convento.JPG 
MARESIA
 
Não resisto à tentação de vos fazer perder algum tempo, um tempo carregado de teclados, para vos dar conta dos meus conflitos.
Às vezes pareço adormecer numa enorme letargia, apenas aparente, e dou por mim misturado, baralhado, mergulhado entre papéis e pensamentos. A cabeça tritura interrogações - como seria mais feliz se as libertasse.
As nossas vidas estão repletas de salões desconfortáveis que nos encerram, nos conflitos internos, entre quatro paredes.
Prefiro meter as mãos na terra que andar aos papéis perdendo tempo.
Já perdi tantas horas!
Tenho numa varanda, virada ao Tejo, dois canteiros cheios de plantas que sorriem para as águas. Ontem reparei que as roseiras estavam carregadas de botões e as águas, nas marés, espreitavam de espanto para a minha janela.
Adivinham-se fenómenos estranhos
quanto o perfume das rosas se misturar com a meia maresia do meu Tejo.
Até lá vou perdendo tempo,
Lisboa, 18 de Abril de 2006
Rogério Martins Simões
 
Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema:
publicado por poetaromasi às 21:58
link do post | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved