Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Terça-feira, 4 de Outubro de 2005

Hoje

 

 

HOJE
Romasi
 
Hoje fiquei na estrada
Na rua,
Olhando as estrelas,
Habilitando-me
A uma viagem à lua.
 
Hoje fiquei sem nada!
Sem lar!
Sem família!
Aguardando
No espaço vazio
Da minha vida
Pela casa cheia...
 
Hoje não há sol,
Nem calor
E o meu coração
Que falha
Lança na dor
Este meu corpo frágil
Que desmaia.
 
Lisboa, 2/3/1973

 

ano do poema: 1973
publicado por poetaromasi às 21:56
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Ldia a 28 de Outubro de 2005 às 00:01
Como poderia sequer pensar em desistir?
que fariam todos os seus leitores assíduos sem as suas letras?
São lindos seus poemas,não desista nunca pois os herois não desistem e não desanime .
A vida é feita de pequenos nadas e,se a doença atrapalha faça força e vença com teimosia,só com esforço e com dor é que todos esses pequenos nadas da vida teem valor.
Esse valor tem um gostinho especial.Sabe a VITÓRIA que é conquistada com tanto esforço.Por favor deixe-nos continuar a amar as suas palavras;Com muito carinho lhe deixo as minhas e,com a esperança de poder continuar a ler as suas. Lídia...
De mrcia a 10 de Outubro de 2005 às 20:51
Eu venho´a esta página desde que a descobri ler o q tens de nhovo..pq sinceramente adorei!!!
Teus temas são simplesmente genias...Continua assim...pq virei ler sempre*
imagina q já falei de si no hi5,perdoe-me mas coloquei um poema seu q amei : "esta vida não vivi", e claro q foi assinado por si;)

abraço!
De Mendiga a 7 de Outubro de 2005 às 12:56
amei tudo que escreveu e chorei. Escreva para mim, sou a mendida do amor.
De delta a 6 de Outubro de 2005 às 22:46
Olá! :-) Quem és tu??? Não sei...não te conheço...mas gostei do que li. Beijinhos
De Princesa a 6 de Outubro de 2005 às 16:42
Quem escreve poemas como tu escreves não pode conhecer a palavra desanimo... não deixes de escrever se este blog ficar cheio crias um com o mesmo nome e colocas II é simples, agora deixares de escrever nunca por favor nunca deixes de dizxer o que te vai na alma.. é lindo e eu gosto de ler poesia... fica um beijinho terno e forças para continuares... se por acaso tiveres MSN por favor me manda por mail... beijinhos
De Fofinhaemuito a 6 de Outubro de 2005 às 16:38
Olá Rogério... Continua com a tua poesia vais ver que começas a ter mais leitores, porque a tua poesia é maravilhosa... sabes muitas pessoas passam e acham a poesia tão linda que nem têm plavras para comentar... beijinhos e aprece no meu blog
De Diabinha a 6 de Outubro de 2005 às 16:34
Olá... é a primeira vez que visito o teu blog está maravilhoso... A tua poesia é linda.. hoje tive um tempinho e saí do meu inferno e vim penas dar um beijo quente e aqucer o teu blog com o meu comentário....
De docerebelde a 6 de Outubro de 2005 às 10:40
Obrigada por mais este "presentinho". Seu poema é lindo e comporta a realidade. Porém se as SUBIDAS, forem em quantidade superior ás DESCIDAS, o resultado é positivo e não há motivos para desânimo. Tudo de bom pra vc Rogério.
De Joo Oliveira a 5 de Outubro de 2005 às 03:01
Olá
Em primeiro lugar desculpe estar aqui a escrever mas não encontrei seu contacto no blog.
O que se passa é o seguinte, tenho um site que tem um tema que é o poema da semana, gostaria de saber se posso ir colocando lá um poema seu todas as semanas, claro que irei sempre referenciar o autor.
Para já esta semana tomei a liberdade de colocar já lá um dos seus poemas, como não encontrei o seu contacto não lhe pedi autorização, desde já as minhas desculpas.

O site é www.espantalho.net

aguardo resposta
Obrigado

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info