Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

Abro os braços

 

Foto do autor deste blog

 

 

 

ABRO OS BRAÇOS
Rogério Martins Simões
 
Abro meus braços
Abraço a natureza
Sem firmeza nos passos
Pois o corpo já me pesa.
Alcanço o sol
Beijo a lua
Bebo a água
Onde a água me leva…
 
Meu cheiro é rosmaninho…
Eis o meu percurso
Eis o meu caminho
 
Deixei fugir o tempo
Plano ao vento
É tarde...
A tarde é amena
Aceno lá de cima
Num tempo certo
Eis a minha alma serena
Vem céu!
Estás por perto.
 
30-09-2004 19:17:49
Aldeia do Meco
www.PRchecker.infowww.PRchecker.info Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 2004 poesia favorita
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De borgengas a 4 de Outubro de 2007 às 21:04
Mais um magnifico poema, amigo Rogério!
Nunca me canso de o ler.
Sim! Aqui cheira a Rosmaninho. Fecha-se os olhos, abre-se os braços e plana-se sobre as serranias e vales das Beiras...qual Açor ao sabor do vento exalando o aroma da natureza.
Um abraço a dobrar..
Maria Daniela
De poetaromasi a 4 de Outubro de 2007 às 23:59
Daniela boa amiga dos Blogs no Semanário o SOL

A sua sensibilidade vai ao encontro do momento em que o escrevi. Quem conhece ou é descendente dos ares da Serra d Açor, como eu sou, quer planar ao vento da Beira, cheira a urze e a giesta e beber a pura água cristalina da nascente.
Obrigado
Rogério

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved