Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2007

Partida...

(Foto cedida pelo Sr. Padre Pedro)

PARTIDA

(Romasi)

 

Ralho comigo

Da loucura que fiz

Deixando-te partir.

Entristecesse o meu coração

De não te poder sentir.

De não te poder beijar.

Rasgo a roupa

Que acabei de vestir.

Solto gargalhadas

De não quereres amar.

É a loucura de subir

Ao monte mais alto do lugar

E de lá poder abrir

Para sempre

O teu olhar…

 

8/1/1974

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 1974
publicado por poetaromasi às 01:01
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De Milton Ribeiro a 10 de Janeiro de 2007 às 13:32
Tenho estado tão ocupado com problemas profissionais que tenho descuidado dos amigos. Imagine que nem tinha visto ainda as novas cores do teu blog!

Espero voltar aqui mais vezes. Faz-me autêntica falta te ler.

Grande abraço, Rogério.
De Raquel Medeiros a 15 de Abril de 2009 às 02:54
parabens
lindo poema
ja passei por isso como doi
De Um Poema a 10 de Janeiro de 2007 às 14:16
Muito bom.
Um abraço
De amita a 10 de Janeiro de 2007 às 19:52
O teu blog está lindo, Rogério. Imagino a trabalheira toda que te deu. Parabéns. Confesso que não teria a tua coragem, amigo. Agradeço-te o carinho que me deixaste no branco e preto do Sapo (onde muito pouco tenho escrito) e também te desejo um 2007 pleno de Luz, Paz e dos sorrisos doces dos amigos.
Com muito carinho e amizade te deixo um bjo
De fresca3 a 16 de Janeiro de 2007 às 10:22
esta realmente lindo, ao qual dou-te os parabens!!!!!! luta por aquilo que queres... n desistas.... jinhos

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved