Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Maria do Tejo

 

Maria do Tejo

Rogério Simões

 

Estavas linda Maria,

do Tejo

Mulher amada

Cercada de um luar de Agosto

Enfeitavam os teus cabelos

A madrugada

E trazias o feitiço,

Por Lisboa no teu rosto,

05-02-2007

 

(Parabéns a Maria Petronilho pela edição do seu livro de poesia)

 

ENCONTRO NA POESIA

Rogério Martins Simões

 

Só os poetas deitam pétalas no rio!

Só os poetas enchem de lágrimas o mar!

Só os poetas cantam as estrelas cadentes!

Só os poetas namoram o luar!

Hoje quero um pouco do grito da tua nuvem…

Que o dia acordou frio!

Regressarei contigo num cometa,

Ou morrerei contigo numa estrela.

Vem poesia!

Neste encontro de poetas.

16-12-2004 1:06:28

 

(Resposta a um poema de Maria Petronilho)

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 2007 e 2004
publicado por poetaromasi às 00:02
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De caritasouzza a 11 de Fevereiro de 2007 às 01:52
Oi!!! Passando em seu aconchegante blog para desejar-lhe excelente sábado e maravilhoso domingo. A música é linda. Amo esta música: Fascinação. Bjos doces.
De Mestrinho a 11 de Fevereiro de 2007 às 19:52
Olá caro amigo Rogério, belo poema sobre a fonte, o poeta, o criador.
Linda foto, é tirada no Jardim do Adamastor não? Eu conheço bem aquela zona.

Cmps
De Paula Raposo a 11 de Fevereiro de 2007 às 21:17
Parabéns à Maria Petronilho! As tuas palavras sempre belas, Rogério. Muitos beijos.
De gatabaia a 12 de Fevereiro de 2007 às 13:34
Simpático. Quase completo para ler passear pesquisar. Gostei.
Mantenhas
De MT-Teresa a 13 de Fevereiro de 2007 às 19:55
Maravilhoso este "Maria do Tejo" como aliás todos os poemas que já li aqui de sua autoria, sem nunca ter comentado..mas hoje não resisti, porque:

Também sou Maria
desta "Lisboa gaiteira"
e pelo rio me embalo
como uma traineira

Desculpe..mas saíu

Um Abraço e parabéns por tudo o que aqui "espreitei"

Teresa




De poetaromasi a 14 de Fevereiro de 2007 às 22:28
Obrigado a todos
Rogério

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved