Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

Diz ao rio que me tens

 

Óleo sobre tela

 

Elisabete Maria Sombreireiro Palma

 

 

 

DIZ AO RIO QUE ME TENS
(Rogério Martins Simões)
 
Crescem de novo os sentidos!
Que sentido tem o sentido?
Se tu não estás.
Se tu não vens.
Vem! Não partas sem mim
Se tu não vens, não vás.
Diz ao rio que me tens
Nos versos que não foram lidos
 
Voltam de novo os desejos!
Que sentido tem o desejo
Onde o irei encontrar?
Se tu não estás.
Se tu não vens.
Vem! Que tempo me dás?
Dá-me tempo verbo amar
Onde possa reencontrar
Os meus versos proibidos…
 
Voltam de novo os beijos!
Que sentido tem o beijo?
Se tu não estás.
Se tu não vens.
Tempo! Que o meu tempo tens
Leva contigo os meus bens…
Os lobos, os matos, os cães…
Vem! Se tu não vens, não vás
Devolve-me os versos perdidos…
 
Tempo! Que ao meu tempo vens
Deixa comigo o que não tens:
Meus versos que foram sentidos
A Minha alma de poeta e esta garra
Nos cantos que não foram esquecidos
Por este amor que não desgarra!
 
Ode!
Sou um poeta singular…
Se tu não vens.
Se tu não estás
Onde te irei encontrar?
 
(Lisboa, 08/08/2006
Concluído em 31-01-2007 23:09)
ano do poema: 2007
publicado por poetaromasi às 20:38
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Dalva a 14 de Fevereiro de 2007 às 14:11
OLÁ ROGÉRIO...
Estou sempre por aqui..às vezes passo com mais tempo.. às vezes às carreirinhas..
Coloquei no meu blog uma poesia sua .pois neste momento da minha vida é fundamental que eu nao perca a ESPERANCA!
Obrigada pela amizade e pelo carinho de sempre!
De poetaromasi a 14 de Fevereiro de 2007 às 20:41
Dalva, Conseguiu apanhar o meu pensamento.
Ontem quando visitei o seu blog estive quase para lhe pedir para editar um poema meu, à sua escolha, e assim aconteceu sem que o tivesse escrito.
Na verdade, minha doce amiga Professora Dalva, a doença apanha todos e a Dalva desde a primeira hora tomou a dianteira, aceitando a Parkinson como companheira, mas lutando e transmitindo a todos nós, que sofremos de Parkinson que ainda há esperança.
Esperança é um soneto que escrevi pensando nos ensinamentos que colhi em pessoas como a querida Dalva Molnar. Cabe-me agora pedir-lhe que mantenha a esperança, pois como eu vi no seu lindo blog, nas terras do gelo, as plantas estão de novo a sorrir e daí a poucos há flores lindas para ver.
O seu outro blog, o de Parkinson no Brasil, (o nosso blog) é uma referência e um permanente apoio a todos aqueles que sofrem de Parkinson, directa ou indirectamente. Só por isto brota a esperança em todos os corações dos portadores “desta terrível doença que não se pega mas não deixa pegar”
Quanto ao resto… eu sei que Dalva significa energia, mãe coragem, avó coragem que me contagia.
Vamos em frente, querida amiga, de mãos dadas na coragem!
Saudades
Rogério Martins Simões
De mariavaladas a 14 de Fevereiro de 2007 às 18:26
Em momentos de profunda reflexão...gosto de aqui vir...
Sentir alento para a minha dor anunciada..
Neste dia...que estou tão desesperada!

Beijo..meu amigo..

Maria
De poetaromasi a 14 de Fevereiro de 2007 às 21:13
MariaValadas,
O que escrevi para a minha amiga Dalva será de certo modo para si.
Quantas vezes sinto que o desespero teima em romper as minhas defesas, caiu, levanto-me, para de novo tombar.
Vejo no que escreve muita angústia e um destino certo e incerto que a quer tomar. Não desista! Repare que ainda ontem o tempo parecia levar tudo, toda a noite os meus estores bateram. Ao amanhecer reparei que uma ponta de sol descobria o chão do meu quarto e foi um dia tão bonito.
Que bela “partida” que o sol pregou ao Inverno.
Transcrevo aqui o poema que a Dalva transcreveu no blog
Esperança!!!!!!!!!!!!!!

ESPERANÇA
Rogério Simões

Entrelaço os meus dedos nos teus
Vivas ilusões, ténues lembranças
Foram inatingíveis os versos meus
Outono breve, poucas esperanças

Ateámos o fogo nas estrelas dos céus
Mapeávamos nossos corpos de danças,
Encontros e desencontros, não são réus
Presos não estamos, procuro mudanças

Agora, adorno enigmas, bordados de cruz
Cintilam horizontes de esperança e luz
Meu fogo arde no mais puro cristal

E se na alquimia busco a perfeição
Respondo às interrogações do coração
Descubro no amor a pedra filosofal.

Lisboa, 02-10-2006 23:58

De Marya a 14 de Fevereiro de 2007 às 19:28
Andando a vaguear pela net aqui vim parar.
Deixou aqui os meus sinceros Parabens por este cantinho acolhedor e com palavras escritas com muito sentimento.
Bem Haja
Que a vida lhe Sorria Sempre
De poetaromasi a 14 de Fevereiro de 2007 às 21:17
Marya
Obrigado pela visita e que a vida sorria enquanto por cá andarmos a todos.
Rogério
De Marya a 16 de Fevereiro de 2007 às 13:22
Mt Obrigado
Tudo de bom
De Anónimo a 6 de Novembro de 2008 às 16:36
Com vista a dar “voz” aos novos autores, o Portal Lisboa estabeleceu uma iniciativa única, no campo da criação literária portuguesa.

Neste sentido, o Portal Lisboa vai apadrinhar duas colectâneas literárias, uma de Poesia e outra de Contos Literários, a serem editadas pela Chiado Editora.

Gostava de ver os seus textos publicados por uma editora de prestígio? Tem aqui a sua oportunidade!

Descubra mais no site: www.portallisboa.net

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info