Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 29 de Maio de 2005

Tarda que o dia vai curto...

 

(Óleo sobre tela Elisabete Sombreireiro Palma)

 

 

 

 

TARDA QUE O DIA VAI CURTO
(Rogério Martins Simões)
 
Tarda!
Porque o dia vai curto,
Como a simples alegria
De te amar eternamente
E sem querer,
Encurto,
A excelsa ousadia
Deste momento breve e curto.
 
Sorri!
Para o tempo recuar,
Como o pudesse algum dia,
O nosso passado mudar,
Pois bem cedo eu podia
Crescer e me entregar.
 
Pois!
Nos caminhos infelizes
Longa é a vida que se adia,
E breves os caminhos felizes;
Tão curtos, como a simples alegria
E leves, como as nossas raízes.
 
Tarda!
Espera ao menos que o tempo tarde
Como esta suave fantasia,
E que Deus aos dois nos guarde,
Qual pedaço de magia,
Numa chama que não se apague.
 
E se a sigma não findar
Como este momento de Poesia
Virás, novamente, para cantar,
Os poemas que te fiz e faria,
Para eternamente te amar.
10-01-2004

 

ano do poema: 2004
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De M. Célia Silva a 1 de Março de 2007 às 21:43
Um poema lindo como são lindos todos os poemas... como é linda igualmente a tela que o encabeça... parabéns aos 2 artistas...
De Meire a 3 de Março de 2007 às 19:13
Parabéns pelo belo blog que tens e pelas linda poesias e poemas que aki compõe. Espero que vc tbm possa apreciar um pouquinho dos meu sentimentos em meu blog será muito bem vinda...
Bjkssssss
mel
De Ricardo Rayol a 4 de Março de 2007 às 13:47
Bela declaração de amor. E parabens pela indicação de destaque GB 2007.

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info