Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quarta-feira, 21 de Março de 2007

Dia mundial da poesia

 

DIA MUNDIAL DA POESIA

 

Comemora-se hoje o dia mundial da poesia.

A minha homenagem a todos os poetas conhecidos ou desconhecidos. O meu agradecimento a todos os poetas que doam a sua poesia.

O meu agradecimento a vós todos que, como eu, gostais de poesia.

Como humilde poeta, mas poeta, não posso deixar passar este dia sem que vos diga, que respiro poesia, que amo a poesia, que a poesia faz bem à alma e regenera o corpo.

A poesia é para mim a expressão da alma - a alma de poeta - e se por vezes pareço morrer num verso, ressuscito novamente num canto, - no canto mágico dos poetas.

Hoje é o nosso dia: o dia da poesia e dos poetas.

A poesia é linda!

A poesia é eterna!

Rogério Simões

21-03-2007

 

 

SINTONIA

 

Contigo, aprendi a saber o que é unidade

A ouvir o que não chega ser dito,

A sentir o que tu pensas,

Sabendo que pensas o que sinto…

Aprendi a saber de mim, através do que sei de ti…

 

Aprendi a conhecer o silêncio

A conhecer o seu dicionário mudo

Apenas pelo olhar,

Não preciso de palavras, para saber de ti

E sei que também não precisas

Porque sabemos o que sentimos…

 

Aprendi a suportar o mistério que nos une

A força que nos comanda

A energia que sentimos…

 

Aprendi contigo o valor de sermos “dois” e “um”

Estarmos juntos, estando separados,

Numa integridade única de quem sabe o que quer…

 

Aprendi contigo e com essa empatia

Que temos ainda muito que aprender

Que rir, cantar, chorar e amar

É apenas o segredo de sermos

Duas almas num só corpo…

                   MARIA CELIA SILVA

 

 

Dúvida

Romasi

 

Vejo-te ir,

Não vou conseguir chegar,

Se partir…

Vais regressar,

Mas tu já saíste,

E eu fiquei!

Deriva de mim a dúvida

E o conselho a seguir:

Rir de acordo,

Ou acordar a rir,

e ir

Ir por aí

Por onde o meu passo me leva

Atrás de tudo e de nada,

Porque tudo afinal se queda

 

Estou novamente perdido!

Vi-te partir,

Vais regressar,

Afinal prometeste voltar…

1985


 


 

 

 

 

 

“ O poeta é um fingidor.

Finge tão completamente

Que chega a fingir que é dor

A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve

Na dor lida sentem bem

Não as duas que ele teve

Mas só a que eles não tem.”

Fernando Pessoa

 

 


 

 

POESIA! QUERO NAMORAR CONTIGO…

(Rogério Martins Simões)

 

Nos tempos de diamante em bruto,

quando o horizonte era a eternidade,

escrevia poemas no universo estrelar.

Nesses tempos de que me lembro bastante,

por não recordar os poemas,

costumava versar as estrelas cadentes e,

pendurado na ponta de um cometa,

atravessei galáxias

onde registei os meus versos.

Certo dia reparei, porque o disseram,

que as estrelas cadentes eram, afinal,

restos de poeiras cósmicas

– Mas eu não acreditei!

Sempre que avistava uma estrela cadente

 escrevia um poema.

Era como os devolvessem embrulhados em luz…

- Rogério que fizestes aos poemas?

-Os poemas maiores são todos aqueles

que se soltam das palavras

e tão libertos esvoaçam sem vento,

sem tempo…

Talvez eu veja na poesia

a forma mais sublime

de passar a barreira

 da comédia das nossas vidas.

Prefiro as cerejas penduradas nas orelhas.

Beijar a lua

e acordar numa gota de orvalho

manhã cedo de Outono.

Poesia! És tão linda!

Gosto tanto de namorar contigo.

18-09-2006 22:49 

 

ano do poema: A poesia é linda!
publicado por poetaromasi às 00:29
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Paula Raposo a 26 de Março de 2007 às 17:26
Linda a poesia!! Como tu dizes. Beijos.
De Abraço-te a 23 de Março de 2010 às 22:33
Um grande nome da nossa praça dizia...

Façam o favor de ser felizes !!! Raul Solnado...

Desejo-te o mesmo

Abraço-te
De Anónimo a 21 de Abril de 2010 às 03:47
É sempre bom saber que não estamos sozinhos... os sonhadores.

Parabéns pela sensibilidade que não se conquista, ou se tem ou não.

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info