Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Sábado, 7 de Julho de 2007

EFIGÉNIA COUTINHO - Poetisa brasileira

 

 

Minha Gratidão aos verdadeiros Amigos

Efigênia Coutinho
A Gratidão

 

Verdadeira doação é dar-se por inteiro, sem restrições. Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura.
E a gratidão é sempre a manifestação dos espíritos que têm riqueza de emoções e altruísmo.
Sê sempre grato, mas não espere pelo reconhecimento de ninguém.
Gratidão, como amor, é também dever que não apenas aquece quem recebe, como reconforta quem oferece.

 

Minha Gratidão aos verdadeiros Amigos

Rogério Simões

A Gratidão

 

Em 2004, quando tomei conhecimento da minha Parkinson, tomei a decisão de dar a conhecer a minha poesia. Não foi fácil! Não foi difícil! Contei com alguns amigos dos quais saliento:

  1. A minha companheira Elisabete Palma;
  2. O grupo de poetas Almadenses do qual faço parte e não descolo!
  3. A poetisa Brasileira Efigénia Coutinho e o enorme poeta português, então radicado no Brasil, Daniel Cristal.
  4. O Poeta português Ferol.
  5. Os milhares de leitores do meu antigo blog no SAPO e que chegaram a ser 3000 diários.

Hoje quero fazer mais uma justa homenagem à enorme poetisa brasileira Efigénia Coutinho.

Mulher linda como o é a sua poesia.

Amiga que acolhe no seu site de poesia poetas de todo o mundo. Amiga que dá, nada querendo em troca.

AMIGA! ALMA PURA como a água cristalina, assim é e será Efigénia Coutinho.

Este é o mês de Efigénia Coutinho neste blog.

Deixo-vos com a poesia desta grande escritora que um dia me deu autorização para aqui a editar.

Para Efi e Daniel Cristal toda a minha admiração e estima.

Rogério Martins Simões



SONHOS
Efigênia Mallemont


Quando tiver um sonho, construa um altar:
um espetacular altar de rua
que lhe couber em sorte no ato de amar
ainda que imperfeito à luz da Lua!

Quando você sonhar, construa um caminho
de saibro ou granito, pouco importa!,
onde a Lua possível seja o linho
dum telhado com janelas e uma porta!

Não há sonho que dure eternamente,
perdemos um-a-um, sem grande esforço,
sorrimos à deriva pela mente
que nos atrai o pólo ou o seu dorso.

Somos fiéis ao amor pra nosso mérito
porque nele encontramos o que é feérico...


Camboriú,25-10-2003

 

 

Só Quero Existir
Maria Efigênia

Me dão asas que me prendem
Querem-me mãe-líder
Porque você resolve tudo
E me mantém submissa

Me querem omissa
Mas me cobram decisões
Não me permitem ir
Mas me cobram a busca

Me prendem nas prendas
Enclausuradas do lar
Afinal, você faz tudo
Mas exigem tudo de mim

Me tolhem ações e pensamentos
Mas quando ajo e penso
Querem saber o que fiz
Querem saber o que penso

Me tiram até o direito ao sonho
Mas me exigem sonhando
Me tiram até o direito ao canto
E me querem só música

Me prendem imobilizada
Sem deixar de cobrar-me liberdade
Sem que eu possa me dividir
Nem me doar a ninguém

13-05-2001

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: EFIGÉNIA COUTINHO
publicado por poetaromasi às 16:35
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved