Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Terça-feira, 31 de Julho de 2007

PAZ

 

 

P A Z

Efigênia Coutinho

 

P A Z que eu busquei, chegou

companheira, em círculos

paralelos, em clima de harmonia

comungando o pensamento

em sintonia com a Vida...

 

 

P A Z que eu encontrei, chegou

em romaria, deixou o coração

pleno de esperança, sorri da

própria alegria, e vai macia

desenhando este céu de alegrias!

 

 

P A Z que está dentro de mim

é bailarina, dança os sonhos

em volta do luar, de ir e vir

como estar num balanço,  voltar

no tempo e poder ser criança!

 

 

P A Z que estou sentido, é musicalidade

na alma, é o corpo dentro doutro corpo!

É canto suave, para uma só voz, um coro

uníssono com a vida em harmonia!

 

 

P A Z consciência que leva ao

conhecimento de si:

a conhecer e a reconhecer

a quietude da Alma!

 



 

NOVA POETISA, NOVA POESIA
      
          Lino Vitti
    (Príncipe dos poetas piracicabanos)

 Sempre que sou convidado a falar sobre Poesia, vem-me à octogenária cuca-sapiência a figura significativa de uma árvore frutífera. É o que ela é: apendoada fruteira a exibir lindos e coloridos frutos ao olhar de quem passa em romagem pela estrada da vida. E não são poucos os  que, atraídos pela beleza e pelo sabor odorífero daquela manifestação de vida, param, cobiçam, caem em tentação e se põem a degustar, às vezes até com avidez de fome, a maravilhosa oferta. ( Leia o restante ao e-book)

 

PARA LÊR CLIQUE AO LINK

          http://www.avspe.eti.br/e-book/quatropalavras_amor.exe

OU FAÇA  downloads

- Webdesigner Sonia Orsiolli
CLIQUE

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: EFIGÉNIA COUTINHO
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved