Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Sábado, 8 de Setembro de 2007

MORANGOS

 

 

 

 

 

Morangos

Efigenia Coutinho

Dedicado ao meu amigo

Rogério Simões

 

MORANGOS

Efigénia Coutinho

 

É a temporada

do tempo dos morangos

dos sonhos de inverno

de noites de luas cheias

do aconchego ao pé duma lareira

do bom vinho e queijos

de sonhos risos e beijos

de dançar em seus braços

de amar... amando...

da beira mar...andar descalça

dos sorvetes com

calda quente de morangos

o inverno se instalou

este é o meu tempo

e dos morangos que me

adoçam a boca

adoçando a vida...

longe... muito longe

tem um olhar clandestino

há um sonho à deriva

esperando que as sementes

dos morangos despertem

para olhar o Amor ao

tempo dos Morangos...

 

11/07/2007

Balneário Camboriú

Brasil

 

 

 

 

Morangos

Rogério Martins Simões

 

É o tempo dos corpos estendidos

Das praias vestidas - cor de morango

Dos peitos nus; dos corpos aquecidos

Num aconchego, laçados num tango.

 

Vem minha amada

Este é o nosso tempo à beira-mar

Candeias iluminam a tua fronte.

 

Defronte às ondas, na praia deserta

Onde o deserto não cobre as dunas

Tinhas na duna, a duna entreaberta

E na descoberta esquecemos as runas…

 

É a temporada dos sonhos

De todas as estações - verbo e amar

Do sémen… do belo horizonte…

 

Vem minha amada

Sorvete de morango na hora doce

Quando, no calor, os calores apertam…

 

É a temporada

Do beijo indiscreto - agridoce

Memórias que os morangos despertam…

 

(Campimeco)

Aldeia do Meco, 13-07-2007

Portugal

 

 

 

Agradeço à poetisa brasileira, Maria Efigénia Coutinho Mallemont, o lindo poema, morangos, que me dedicou.

Como não podia deixar de ser, retribuo este seu lindo gesto com a minha versão de morangos.

Este é um “dueto” entre dois poetas, da língua portuguesa, separados no tempo, por dois dias, por duas estações: Inverno –Verão  e irmanados pelo enorme amor à poesia.

Foi um prazer partilhar convosco este nosso momento de poesia.

Rogério Martins Simões

 

ano do poema: 2007 Julho
Notas: DUETO Efigénia Coutinho - Rogério simões
publicado por poetaromasi às 00:10
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De NETMITO a 8 de Setembro de 2007 às 08:34
BONITO SEMPRE O AMOR!*
De Artdesigner a 8 de Setembro de 2007 às 17:46
Bom dia.

O Blog "Poemas de Amor e Dor" está em destaque na Homepage de Artdesigner (http://artdesigner.com.sapo.pt)

Parabéns e boa continuação. :)
De poetaromasi a 8 de Setembro de 2007 às 23:21
Quero agradecer a distinção concedida ao meu humilde blog.
Gratidão é a palavra que uso nestas situações e recordo uma outra recebida do blog BEJA que concedeu a Poemas de Amor e Dor o certificado de qualidade.
E para vós todos os que gostam da minha poesia e da poesia de alguns amigos do peito que me confiaram os seus versos, OBRIGADO
Saudades
Rogério Martins Simões
De Cristina Valério a 17 de Outubro de 2007 às 22:05
lindo.
ao ler este poema, identifico-me com ele.
despertame a saudade, a esperança.
mais uma vez parabens.
De Efigênia a 12 de Junho de 2008 às 04:25
Boa noite Rogério, aqui estou , como já de costume, ao fim do meu dia, já inicio da madrugada, muito fria aqui. relembrando os MORANGOS, agora ao Brasil, é o começo da colheita dessa florzinha delicada e muito saborosa, onde aprecio pura, ou em deliciosas tortas com nata a cobrir. Obrigada por mais está edição em seu Blog. Uma vida, é pouco para lhe agradecer tanta amizade, minha imensa gratidão, até amanhã, um dia dedico aos namorados!? Efigênia
De poetaromasi a 12 de Junho de 2008 às 15:28
Que sorte tem a ventura quando se encontra alguém como a poetisa Efigénia. Foi em Março de 2004? Já nem sei. Recordo a forma como a Efigénia me recebeu no seu lindo site. Foi um tempo lindo esse em que o este meu blog, graças à Efigénia, a outros poetas e aos amigos de Almada, andava pelas bocas do mundo… Bastaram 3 meses para atingir o top do Sapo e por lá andei durante 18 meses.
Nesse tempo que me parece ser ontem pensava que o Daniel Cristal era um poeta brasileiro e foi com ele e por ele que me aventurei a criar sonetos, ainda que imperfeitos.
Efigénia nem calcula a minha alegria quando a poeta colocava poemas meus no seu site e me incentivava a escrever. Foi assim que, naturalmente, voltei a escrever e já não queria.
Amiga do peito, EFIGÉNIA. Foi a amiga, a minha querida esposa BETY e a amiga Ermelinda de Almada, as responsáveis por não mais rasgar o que escrevo.
Como já disse à Efigénia atravesso uma fase pouco criativa – não sai! – tantas são as mágoas por este mau estado de “coisas”, por sentir que o Socialismo já não é meta. Que os políticos desconhecem a palavra solidariedade. Estamos todos a passar por um mau momento e para não escrever palavras arranhadas mais vale reeditar poesia.
Obrigado Efigénia pelas suas palavras e agradeço também a todos vós que me visitam.
Saudades
Rogério Martins Simões

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info