Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 9 de Dezembro de 2007

Meninos da Guerra...

(Foto do World Press Photo Contest 2004)

 

BALE O CORDEIRO ZUMBE O MOSQUITO

Rogério Martins Simões

 

Bale o cordeiro, zumbe o mosquito

Chia a doninha, uivam os chacais

E no meio de tanto canto e grito

Uiva o leão que é rei dos animais

 

Grita o pato, o pavão e o periquito

Trina o rouxinol, piam os pardais

Assobia o melro bem forte e aflito

Está a chegar o terror dos pombais…

 

Pata sobre pata vem a velha raposa

Que regouga assustando o estorninho

- Asas que te quero, grita o passarinho

 

Palra o papagaio rompendo com a prosa:

- Só no reino da fábula a paz é douradora!

Trr; tac tac tac ouve-se a metralhadora…

 

20-04-2005

 

 


MENINOS DA GUERRA

Rogério Martins Simões

 

Meninos da guerra

Quem vos foi acordar?

Não foi a mãe terra

Nem por certo o mar!

 

Meninos da guerra

(Tão velhos já o são)

Quem vos deu as armas

Que levais na mão?

 

Meninos da guerra

Que jazem no chão

Quem vos roubou a vida

Não foi a terra! Não!

Pois a mãe terra

Vos prometeu o pão…

 

09-09-2005 19:08

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 2005
publicado por poetaromasi às 22:36
link do post | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved