Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

CIRANDA DAS LETRAS

 

CIRANDA DAS LETRAS

 Da

 POETISA

 ANNA MÜLLER

 

Acabo de receber do Brasil mais um bonito presente: a gravação do meu poema “desafio ao poeta” pela voz da poetiza brasileira Anna Müller:

 

DESAFIO AO POETA  Rogério Martins Simões   Iniciámos juntos a caminhada, Proclamámos versos ao sol-pôr Percorria um violino a estrada E soltava uma canção de amor   Acendi nos anos todas as velas… Não consigo disfarçar a ventura Enfeitava teus cabelos na loucura Se te visse voltarias às estrelas…   Esvoaçaram pérolas de violetas Manhãs de sol, chuva e Primavera Cresceram nos canteiros borboletas Se te ler nos olhos serás quimera…   Olhei a manhã ver se não te via Seguias os teus passos paralelos Trago meiguice nos meus desvelos Recordo em ti versos e alquimia   Não te sei sentir indiferente Ocupa-me agora com o olhar Cego não te irei olhar de frente Resta o violino para recordar   Dança! Agora, vamos dançar Melodia inacabada… clave de sol Não te podia ver! Se te ver irei corar Esvoaçam versos em girassol….   Lisboa, 03-04-2007 22:52:51

Para recolher a gravação siga este link: >>AQUI<<

 

Para além deste lindo presente a Anna Müller ofereceu-me uma página, com parte da minha poesia, que pode ser consultada neste link  >>AQUI<<

 

Aconselho a visitarem os trabalhos da poetisa brasileira, bem como os poemas e os poetas editados na sua página.

Logo que a saúde o permita reiniciarei a minha participação nas cirandas - CIRANDA DAS LETRAS

 

Para a ANNA MÜLLER o meu carinho, admiração pelo seu trabalho e o reconhecimento do seu talento na poesia e declamação.

Obrigado

Rogério Martins Simões


DESAFIO AO POETA

Rogério Martins Simões

 

Iniciámos juntos a caminhada,

Proclamámos versos ao sol-pôr

Percorria um violino a estrada

E soltava uma canção de amor

 

Acendi nos anos todas as velas…

Não consigo disfarçar a ventura

Enfeitava teus cabelos na loucura

Se te visse voltarias às estrelas…

 

Esvoaçaram pérolas de violetas

Manhãs de sol, chuva e Primavera

Cresceram nos canteiros borboletas

Se te ler nos olhos serás quimera…

 

Olhei a manhã ver se não te via

Seguias os teus passos paralelos

Trago meiguice nos meus desvelos

Recordo em ti versos e alquimia

 

Não te sei sentir indiferente

Ocupa-me agora com o olhar

Cego não te irei olhar de frente

Resta o violino para recordar

 

Dança! Agora, vamos dançar

Melodia inacabada… clave de sol

Não te podia ver! Se te ver irei corar

Esvoaçam versos em girassol….

 

Lisboa, 03-04-2007 22:52:51


www.PRchecker.infowww.PRchecker.info Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: 2007
publicado por poetaromasi às 23:35
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Comentários:
De Sosuzy a 26 de Fevereiro de 2008 às 19:26
Divinal! Parabéns pelo blog

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved