Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 5 de Fevereiro de 2006

Instância

 

 

 

INSTÂNCIA

(Romasi)

 

Regresso da escola

percorro os mesmos passos

as mesmas ruas

é rotina!

Por isso não ligo às ervas que crescem

entre as pedras da calçada...

Aos cegos que por mim passam…

Sou tal como eles, não vejo!

 

Ah! Agora recordo

As barracas amontoadas ao fundo da escola

E aquelas crianças nuas

Brincando no gelo dos corações caridosos?!

 

Também há rosas!

Não! Havia!

Porque as rosas são a atenção de quem passa

Arrancam-nas e põem-nas na lapela.

Às vezes oferecem-nas…

Não! Deixam-nas secar…

E as pétalas caem no odor que fica!

 

Uma criança chora!

Levou um tabefe!

E vem o trabalhador de lancheira na mão

Olá amigo! Vai um copo?

 

Depois tudo me esquece

Tudo passa

Tudo gira na rotina

E no limiar da porta

Tiro a chave…

Acordo…

E vejo o mundo…

Lisboa, 30/01/1969

 

ano do poema: 1969
publicado por poetaromasi às 22:48
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info