Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

A Minha Terra! Mercília Rodrigues - CIRANDA EM DÉCIMAS COM QUADRA E GLOSA

CIRANDA EM DÉCIMAS COM QUADRA E GLOSA

 « A MINHA TERRA»

Uma iniciativa do Poeta Daniel Cristal

 

 

Minha Terra !
Mercília Rodrigues


 

Minha Terra !
Mercília Rodrigues

Berços verdes, céu de anil,
Minha terra, tão querida !
Morena praia, ah, meu Brasil,
Suas manhãs enriquecidas !


Glosa

Orgulho-me da grandeza .
Força, crença e coração !
Pele em flor, cheiro de chão
Mulher amada, em realeza !
Mostra em si toda beleza ...
Elegância cá existiu .
Senão aqui os encantos mil !
Bendigo: sou brasileiro,
Terra de um chão hospitaleiro !
Berços verdes, céu de anil .

Acorda nos madrigais,
Pela punjança serena,
E o cantar das siriemas,
Floreiras dos cafezais .
Águas nos manaciais !
Cidade corre aguerrida,
Capitais enternecidas,
Imensos rios...corredeiras,
Despencam-se cachoeiras
Minha terra tão querida !

Braço aberto, esse torrão
De imensurável riqueza !
Bênçãos da mãe natureza
Alma do mundo, este chão...
Este povo, só coração !
Mares de azul anil,
Areias alvas, grãos em fio,
ao longo belas palmeiras,
lentas leves, quais bandeiras .
Morenas praias, ah, meu Brasil !

O horizonte, além da serra
É infinito em sua beleza,
Água brota, em correnteza,
Juntando os fios, abre a terra,
Mostra a força que em si encerra !
Cachoeira de véu vestida,
Caindo, em bruma arremetida .
Campos serenos, orvalhados,
doce odor, aveludado ...
Suas manhãs enriquecidas !

mercilia.rodrigues@terra.com.br

 

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: Mercília Rodrigues
publicado por poetaromasi às 00:01
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved