Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 16 de Outubro de 2011

Cravos vermelhos envergonhados...

 

 

CRAVOS VERMELHOS ENVERGONHADOS…

Rogério Martins Simões

 

Ainda há pouco eu era prisioneiro de opinião no meu próprio país;

Ainda ontem engrossava a multidão com cravos.

O tempo passou depressa e, na pressa, vai-se esquecendo que, para haver liberdade, muito foram os que lutaram e morreram.

Volto ao antes de ontem, adolescente, escrevendo poemas por metáforas com medo de ser preso.

Hoje, volto a pensar nos meus sonhos de abril;

Nas minhas mãos cheias de cravos: ilusões, e resquícios d´um odor a cravos vermelhos envergonhados...

Rogério Martins Simões

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 18:38
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Sábado, 1 de Outubro de 2011

Asas inseguras...

ASAS INSEGURAS Rogério Martins Simões Era triste a triste violeta, Morava perto do jardim, O jardim fechava às oi...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 03:09
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011

Um púcaro de saudade....

UM PÚCARO DE SAUDADE… Rogério Martins Simões Regressei à velha casa da aldeia. E o trinco da porta sorriu… Entrei! ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:20
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 25 de Setembro de 2011

Coração de nada

CORAÇÃO DE NADA Rogério Martins Simões A toda a hora, ditosa, Quero estar contigo e ter A pérola mais preciosa:...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:38
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

DEAMBULAÇÕES

DEAMBULAÇÕES Rogério Martins Simões Avanço para a estrada que me vai levar… A estrada que piso, e que nunca foi e...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 18:18
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sábado, 16 de Julho de 2011

Horizonte

HORIZONTE Rogério Martins Simões Percorri o teu olhar e não me viste, Estavas sentada nos limites do horizonte, N...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 21:40
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 20 de Abril de 2011

Diálogos: as pedras

Castelo de S. Jorge (Foto de Rogério Martins Simões) DIÁLOGOS: AS PEDRAS Rogério Martins Simões Hoje pisei as pe...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 13:22
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011

Quero respirar

QUERO RESPIRAR Rogério Martins Simões Os silêncios. A tristeza dominante; Este estado de almareinante que ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:16
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 20 de Fevereiro de 2011

Presente e verbo amar

(Óleo sobre tela Elisabete Sombreireiro Palma) PRESENTE E VERBO AMAR Rogério Martins Simões Sempre que vou comi...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:13
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011

Envelheço a espaços

Meu falecido tio José Antunes ENVELHEÇO A ESPAÇOS… Rogério Martins Simões Envelheço a espaços E não dou por...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 14:07
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved