Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Sábado, 5 de Novembro de 2011

Fui ver o meu lindo amor

 

 

 

FUI VER O MEU LINDO AMOR

José Augusto Simões

 

Fui ver o meu lindo amor

Apanhar uvas na vinha

Não querendo eu rumor

Do rumor que eu não tinha.

 

O meu amor sem desprimor

Era o primeiro da linha

Trabalhava com vigor

Não a queria ali sozinha.

 

Não se pode sair da aldeia

O povo não tem ideia

Dos defeitos que ele tem…

 

O povo diz mal dos outros

Que os seus erros são poucos

Mesmo os tendo também.

Lisboa, 6/8/2011

 

(Quero dar a conhecer um poema do meu querido pai, (meu mestre de poesia) José Augusto Simões,

que nasceu a 20 de Maio de 1922, no lugar da Póvoa, Pampilhosa da Serra.)

 

publicado por poetaromasi às 19:54
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011

Um púcaro de saudade....

UM PÚCARO DE SAUDADE… Rogério Martins Simões Regressei à velha casa da aldeia. E o trinco da porta sorriu… Entrei! ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:20
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Quinta-feira, 11 de Novembro de 2010

Entrevista ao Jornal ...

ROGÉRIO MARTINS SIMÕES (O POETA ROMASI) Um pampilhosense “alfacinha”, um “alfacinha das Serras da Pampilho...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 17:31
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009

Geada, gelo, chuva e ...

GEADA, GELO, CHUVA e NEVE Rogério Martins Simões A enxada cava fundo Na mão do homem do campo! Fundo entra!...

Ler artigo
ano do poema: 1974
publicado por poetaromasi às 23:31
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Arrepiam-me as lembra...

(Foto na antiga casa da Malhada, 1953 Da esquerda para a direita: Tia Soledade Simões tendo ao colo meu irmão, Jaime ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 15:26
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

SIMÕES - A minha famí...

José Augusto Simões MEU QUERIDO PAI O autor deste trabalho nasceu na Póvoa - Pampilhosa da Serra em 20 de Maio de...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:43
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Domingo, 2 de Novembro de 2008

VIAGEM; QUEDA; VIRAGE...

Ao meu querido avô paterno, António Antunes Simões. Nasceu em 1881 na Pampilhosa da Serra – Aldeia Velha &nd...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 18:44
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |
Sábado, 18 de Outubro de 2008

O prato esfriava

O PRATO ESFRIAVA! Rogério Martins Simões Bancos de areia cobrem os meus pensamentos, Nuvens transportam toalhas p...

Ler artigo
ano do poema: 2008
publicado por poetaromasi às 22:31
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

DANÇAM AS MOÇAS SOLTE...

(Foto de NETPAMPILHOSENSE Do Rancho Folclórico da Pampilhosa da Serra DANÇAM AS MOÇAS SOLTEIRAS Rogério Mar...

Ler artigo
ano do poema: 6 de Agosto de 2008
publicado por poetaromasi às 21:33
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |
Domingo, 3 de Agosto de 2008

Entrevista ao SERRAS ...

(minha mãe, meu irmão jaime Simões e eu Rogério Simões anos 50 do século XX- Santa clara - Lisboa ARREPIAM-ME AS...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:45
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info