Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Teve mais de 3 milhões de visitas e mais de 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Domingo, 15 de Dezembro de 2013

MAR DE PRANTO

Meco 15/12/2013

MAR DE PRANTO

Rogério Martins Simões

 

Toda a noite este mar tanto bateu.

Toda a noite a falésia lá chorava.

Parecia que ali perto alguém rezava,

Ao destino que só a morte atendeu.

 

Rapina e tão cruel onda acometeu.

Feia noite que a falésia chocalhava.

E o mar que desde sempre salteava…

Voltou para levar quem escolheu.

 

Ah desprezível onda que assassina.

Ave agoirenta tu és, e na triste sina,

Pela manhã retine um cais de espanto…

 

Espalhas e recolhes tantas dores,

Flores! E tantas flores. Deitem flores:

Lágrimas e jasmins ao mar de pranto.

 

Meco, Praia das Bicas 15/12/2013 23:24:32

 

(Aos jovens que hoje morreram ou desapareceram na Praia do Meco)

 

 

 

publicado por poetaromasi às 23:35
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |
Comentários:
De Equipa SAPO a 16 de Dezembro de 2013 às 09:26
Bom dia,
este post está em destaque na área de Opinião do SAPO.
Cumprimentos,
Ana Barrela - Portal SAPO
De Isabel a 16 de Dezembro de 2013 às 17:18
O mar não tem culpa nenhuma! Impõe respeito, isso sim! E a natureza não se compadece da imprudência dos Homens
De rui magalhaes a 17 de Dezembro de 2013 às 00:49
nunca deves ter escorregado!
De José C. M. Velho a 16 de Dezembro de 2013 às 23:34
Detesto os autores dos blogues que possuem este espírito fascista de censura prévia aos comentários, chamando a tal visto prévio: "moderação". Uma hipocrisia fascista e um atentado à liberdade de expressão; um medo e uma postura autocrática que não respeita os seus leitores, pois acha que não são capazes de, sem a sua sábia intervenção, escrever ou comentar a sua infinita sabedoria. Saiba que ainda que censure este comentário e nunca o venha a publicar, pelo menos leu-o e só isso já me satisfaz, pois quero pedir-lhe que liberte os seus leitores das grilhetas da sua "moderação" que constitui um ato censório. Diz a Constituição da República Portuguesa, no seu artigo 37º, nºs. 1 e 2, que «Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações. O exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura.» A moderação é censura. pela liberdade de expressão acabemos com tal censura.
De poetaromasi a 17 de Dezembro de 2013 às 01:10
Boa noite,
Talvez desconheça, este blog teve durante alguns anos os comentários abertos. Talvez por ter muitos acessos passei a receber insultos e publicidade a que eu sempre resisti. Se reparar nem um só pacote de publicidade foi aqui colocado ao longo dos anos. A única publicidade que existe é para os sites de entreajuda da minha doença de Parkinson.
Nada lucrei desde 2004.
Conhecendo a minha doença e as dificuldades que tenho em escrever e, ainda pior, a consequência física dos insultos que há uns anos agravaram o meu frágil estado de saúde resolvi assim proceder.
Para que possa ver o que acontece aos blogs quando estão abertos sem moderação indico um blog de um amigo meu que faleceu há uns anos. “Alfama é linda” é um blog em que eu colaborava. Se aceder a esse blog irá observar e certamente ficar indignado com tanta falta de respeito para com um extraordinário homem da cultura. Infelizmente e até à data não consegui parar com tão ignóbeis atos. Deixo o link sem mais comentários

http://alfamalinda.blogspot.pt/2005/01/apelo-para-humanidade.html#comments
Os meus respeitosos cumprimentos.
Rogério Simões

Comentar post

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info