Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Segunda-feira, 23 de Março de 2015

POESIA, LÁGRIMAS E SORRISOS

bete (182).JPG

 

 

(Óleo sobre tela Elisabete Sombreireiro Palma)

 

POESIA, LÁGRIMAS E SORRISOS

Rogério Martins Simões

 

 

Tudo mudou!

Sem poesia

O mundo é menos sonhador,

É mais desumano!

Quando se escreve poesia

Não se está só,

Não estamos sós!

 

A poesia enche-nos a casa

De lágrimas ou de sorrisos!

 

A Poesia reverte os sonhos desfeitos

Em estrelas cadentes

Para voltarmos, de novo, a sonhar.

 

Estaremos sós

Quando as paredes

Emparedarem

Os pensamentos

E nem uma só lágrima se verta.

 

A poesia é a magia

Que espreita a ponta dos dedos

Esborratados de tinta…

Ser poeta é quase morrer

E renascer

Num canto ou num verso.

 

Paro! Tenho de parar!

Porque amanhã terei de voltar,

E sem rotina

Não podemos viver.

 

Andamos num carreiro,

Para cá, para lá

Sem saber ao que vamos.

Andamos,

Corremos,

Pensamos.

 

Que fazer para sobreviver

Se não vemos!

Como podemos ver,

Se nada há para ver…

E se vemos?

Poderemos parar para refletir?

Deixam-te refletir?

 

Que reflexão,

Fazemos das nossas vidas?

 

Quantas televisões temos em casa?

 

Quantos tabuleiros se enchem de pratos

No desconforto da mesa vazia,

Que esfria,

Na espera?

 

Crescerá o bolor no pão que não sobra?

 

Que desconforto quando não há poesia!

 

03-03-2008

 

 

 

 

publicado por poetaromasi às 21:19
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved

www.PRchecker.info