Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

SAPO, agradecimento público +++ grato

(VAN GOGH)

 

POEMAS DE AMOR E DOR

Bastam pequenos nadas de tudo

De tudo, mais pequenos que o sejam

Dos pequenos gestos, contudo,

Todos os esperam e desejam

Sejamos felizes!

Romasi

 

 

Venho agradecer ao grupo gestor dos blogs do Sapo, por terem colocado a minha poesia em destaque. Acreditem que desconhecia por completo que no passado já a tinham colocado em evidência; tal como desconhecia o que fizeram o favor de me lembrar.

Quando assim é sinto-me pequeno do tamanho do menino que já fui e que está na foto do meu blog.

Quero agradecer ao Sapo a oportunidade que me deram, ao longo destes quase 3 anos, em divulgar a minha poesia. Graças ao Sapo a minha poesia já se encontra em três dos maiores e dos melhores sites brasileiros e espalhada livremente por sites e páginas de amigos que entenderam e gostaram da minha poesia.

Também fui convidado e já enviei para publicação dois poemas, um dos quais inédito no Sapo, que irão fazer parte de uma colectânea poética na justa homenagem à grande e saudosa poetisa Natália Correia.

A responsabilidade é grande! Tenho resistido a vários convites para passar a livro a minha poesia que por “culpa” dos que abaixo responsabilizo não foi parar ao lixo:

 

  1. Meu pai com 84 anos, poeta e mestre, que “ganhou” em meu nome os “Jogos Florais” nos anos 60. Também um “destruidor” da sua poesia e que tenho conseguido apanhar e divulgar no blog que para ele criei http://povoa.blogs.sapo.pt ;
  2. Minha companheira e esposa que não me deixou rasgar os poemas que não lhe foram dedicados e os outros escritos para ela. Agradeço-lhe também a sua reconhecida arte de bem pintar, como é disso exemplo, a imagem dos “Poemas de amor e dor”
  3. O grupo de poetas de Almada na pessoa de Ermelinda Toscano;
  4. Poetas portugueses Daniel Cristal e Feerol; Poetisa brasileira Efigénia Coutinho e o Roberto oliveira que me receberam de braços abertos e outros que agora não recordo os nomes;
  5. O poeta, colega e amigo José Baião;
  6. Ao Sapo que me disponibilizou este meio de comunicação;
  7. Colegas actuais e antigos de trabalho onde destaco Cristina Coelho, Teresa Madaleno e o Jaime Silva entre muitos;
  8. A poetisa Maria Petronilho;
  9. Os meus companheiros portadores da doença de Parkinson, nomeadamente, a professora Dalva Molnar no Brasil;
  10. Todos aqueles que me incentivaram e apoiaram nas horas boas e más visitaram ou deixaram o seu comentário construtivo no blog com a minha poesia. Um especial agradecimento aos amigos que me apoiam desde 2004: à Heloisa; à Cris; à Maria Branco; à Rosa dos Açores e a todos aqueles que criaram link para P.A.D. 

Quero terminar dizendo-vos que tudo farei para continuar a merecer a atitude que tomaram, e que, de facto, entenderam a minha mensagem, como, aliás, escreveram.

Não espera isto. Repito que desconhecia o anterior destaque e se fui ingrato em não agradecer, foi, com toda a certeza em momento de desespero, quando a minha doença de Parkinson quis tomar conta do meu espírito.

Obrigado a todos

Rogério Martins Simões

 

CONVITE
POETAS ALMADENSES
CONVIDAM-NO (A) a PARTICIPAR
NA
TERTÚLEA POÉTICA
Sábado, 27 de Janeiro de 2007 a partir das 17 horas
No café Sabor & Art
Rua Cândido dos reis n.º 88 – Cacilhas
PORTUGAL

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: Grato
publicado por poetaromasi às 23:24
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (5) | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 25 de Abril de 2004

Na revolta do cajado....

Na revolta do cajado ROMASI Sobem o monte O pastor, o cajado e o cão! Quanto mais se vergam Maior é o trambolhão!...

Ler artigo
ano do poema: 1971
Notas: Venham mais cinco - José Afonso
publicado por poetaromasi às 21:48
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved