Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

DANIEL CRISTAL

(ARMANDO FIGUEIREDO)

 

 

 

Terei muito gosto e sentir-me-ei honrado pelo facto, se colocar 5 poemas em seu excelente Blog.

.

Um abraço,

Daniel Cristal

Poema de amor e dor, de Rogério Martins Simões, tem o orgulho e a felicidade de divulgar, com a devida autorização do seu autor, 5 poemas de um Poeta Maior de língua Portuguesa – ARMANDO FIGUEIREDO, que assina a sua poesia como DANIEL CRISTAL.

Ter poemas deste talentoso sonetista; deste enorme e esquecido poeta português neste meu humilde livro de poesia, é para mim um dos momentos mais importantes da história deste blog.

(NOTA)

Recebi uma nova mensagem, destes dois poetas amigos, concedendo-me autorização para editar dois novos e belos poemas. Por este motivo reedito este post para preparar o momento em que colocarei os dois magníficos poemas.

Finalmente, quero agradecer a estes dois poetas terem recebido e concedido valor à minha poesia. Desde 2004 que a página brasileira da ACADEMIA VIRTUAL SALA DOS POETAS E ESCRITORES, que pertence à poetisa Efigénia Coutinho, divulga a minha poesia. Saliento o facto de esta página ser das mais acedidas no Brasil e ter no seu seio grandes poetas portugueses e brasileiros a título gratuito

HONRA E GLÓRIA AOS GRANDES POETAS

Um beijo a Efigénia Coutinho e grande abraço ao poeta Daniel Cristal

 

 

 

(Poetisa Efigénia Coutinho)

EFIGÊNIA COUTINHO
Daniel Cristal


Do céu veio esta bênção, cheia de azul carinhoso,
e todo o horizonte esbelto se incendiou;
toda a musa parou, nenhuma mais ficou,
a não ser esta deusa dada ao seu gozo:

Ao gozo do prazer celeste, nada mais,
ao êxtase do amor mais puro que a vida;
penso até que a morte foi a pena erguida
para purificar a alma destes nossos ais...

E assim nos levou nas asas de uma pomba,
ou melhor: foi um arcanjo belo quem levou
as nossas almas plenas e as manejou
até às mãos de Deus, que, nunca, do amor zomba.

Nos teus olhos de azul, do azul mais brilhante
juntou-se o meu cristal ao puro diamante.

17.11.2005

 

 

O NÉCTAR

Daniel Cristal

 

Lembro-me que havia vento, e a cortina

movia-se como folha de videira;

era asa de seda à nossa beira

e eu co' a tua imagem na retina...

 

E também havia o som que encanta a dança;

abraçado ao amor, o nosso passo

dançava o acorde desse laço

que ata o coração e o amansa.

 

E foi assim p'ra toda a eternidade:

o vento a afagar o cair da parra,

a asa a transpor o cais da nossa barra

e a retina a amar-te a identidade...

 

E mais ainda: foi o néctar desse mosto

que embriagou a vida ao nosso gosto.

 

2007.Portugal

 

 

 

POETA É
Daniel Cristal

Poeta é quem me lê, é quem me sente;
Poeta é quem se emociona e se extasia
Com a poesia mais pura, a Harmonia
Da existência da hora florescente.

Poeta é quem me sente, quem existe
Como eu a aprender, ou decifrar
Sinais no Holomundo, crendo amar
O que, em todos nós, com Amor persiste.

Poeta sou eu, és tu, quem me elogia,
Somos nós, todos, Poetas, bem unidos,
E esta união é ubíqua em qualquer dia;

Poetas somos, agora e ternamente,
És tu, sou eu e ele, bem ungidos
Por Deus para amar tudo o que sente.

21.10.2004

 

 

 

O MEU CORAÇÃO DANÇA
Daniel Cristal

Hoje o meu coração baila alegre
e vive de contente este instante
em que o teu rosto traz a luz bastante
para iluminar todo o nosso albergue

É uma flor ao sabor do Sol radioso
um girassol de cor na minha rota
beleza a transpor a simples nota
duma outra partitura e outro gozo

Quando tira o véu descobre o xaile
o céu fica sem nuvem rodopia
a alegria da pelugem deste dia
e tudo nos convida ao eterno baile

Há som no tom que nos fulmina
e Cupido no ar com a sua lança
mas até o deus entra na dança
porque Zeus também tem a mesma sina.

2007.Portugal

 

ANDRÓMEDA E TESEU

Daniel Cristal

 

 

Perdi-me neste mar da imensidão...

Perdi-me numa noite! Quem me acode?

Quem me dá a sua mão ou a ilusão

de encontrar uma estrela numa ode?

 

Da palavra ao gesto, use a bússola,

perscrute o espaço de angústia,

descubra a Cassiopeia, a Menor Ursa,

ou a Estrela Polar, a estrela augusta.

 

Mude o rumo e espere a alvorada,

a aurora boreal ou a austral!

Vai nascer uma nova madrugada

com uma outra potência magistral.

 

Se a angústia persistir, palpite ainda

a Estrela da Manhã, ou, em nova sonda

o Cruzeiro do Sul, pois nunca finda

a beleza do Amor...E não se esconda!

 

Não se esconda no incerto deambular

a paixão de Andrómeda e Teseu;

não se esconda da luz, ela é polar,

e norteia ao inverso, tu e eu.

 

2007.Portugal

Todos os direitos reservados
ao poeta

Copyright©ArmandoFigueiredo

 


AQUI –BIOGRAFIA DO POETA

AQUI -Poemas escritos e declamados por Daniel Cristal



DEIXE UMA MENSAGEM PARA DANIEL CRISTAL



 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
ano do poema: DANIEL CRISTAL
publicado por poetaromasi às 00:28
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sábado, 24 de Setembro de 2005

MALHADA

(Fotografia gentilmente cedida por Padre Pedro – Pampilhosa da Serra) MALHADA Recordações da Malhada (Rogério M...

Ler artigo
ano do poema: 2003
publicado por poetaromasi às 23:39
link do post | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved