Este blog nasceu em 6 de Março de 2004

Mais de 3 milhões de visitas e 4 milhões de páginas visitadas- Obrigado



Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

Segredo desvendado

 

 

 

 

SEGREDO DESVENDADO!

Rogério Martins Simões

 

De noite, em segredo, ia pró mar

Deitava-se nua, maldição, a esperar

Por seu amante com olhos de jade.

Por certo, ela tinha mão na morte,

Que por ciúmes perderam o norte:

A chuva, o vento e a tempestade.

 

Assim, eram amantes no desassombro,

Soprando os cabelos do seu ombro,

Voavam, e cobriam-lhe o rosto...

Mas o luar descobre namorados...

Afagou os seus cabelos doirados,

Em lua cheia, no mês de Agosto.

 

A terra tremeu no desassossego.

A lua escondeu, voltou o sossego,

E voltaram as estrelas ao Chiado.

Então: todos os poetas foram ver

Que a noite lhes queria esconder

A, linda, Severa cantando o fado.

Lisboa, 01-11-2010 22:08:28

 

Direitos reservados

O direito de autor é reconhecido independentemente de registo, depósito ou qualquer outra formalidade (ver artigo 12.º). A titularidade está consagrada no artigo 11.º do CDADC Lei 16/08 de 1/4

(A registar no Ministério da Cultura

- Inspecção-Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. –

Processo n.º 2079/09)

 

 

 


 

www.PRchecker.infowww.PRchecker.info Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 21:29
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

Elevo o espírito - Re...

(CEZANNE) Elevo o espírito Rogério Martins Simões Elevo o espírito! Tenho os olhos perto, Só o pensamento n...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:55
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

Hoje o cobertor...

Hoje o cobertor Romasi Hoje o cobertor Dá-me bafos de calor: Numa viragem à loucura! Na perdição do nada. Numa ...

Ler artigo
ano do poema: 1974
Notas: POEMAS ANTIGOS
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

Escrever ou parar?

CEZANNE Escrever ou parar Romasi Esta é a nova ode poética Que não quero recomeçar: Se começo não acabo E ...

Ler artigo
ano do poema: 1975
Notas: POEMAS ANTIGOS
publicado por poetaromasi às 23:36
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

Lisboa é a minha cida...

(Lisboa) Lisboa é a minha Cidade! Rogério Martins Simões Mote Minha terra é a mais bela É bela e não tem idad...

Ler artigo
ano do poema: 2008
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (3) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

Poema suave às flores...

(ROMASI - foto de 1950) Poema suave às flores a crescer e às folhas a cair Rogério Martins Simões Venham de lá as...

Ler artigo
ano do poema: 1989
publicado por poetaromasi às 22:28
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (11) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2007

POEMAS DE AMOR E DOR

POEMAS DE AMOR E DOR Rogério Martins Simões Sofreu a minha alma de terrena desilusão, Certezas insondáveis ne...

Ler artigo
ano do poema: 2004
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | favorito
 O que é? |  O que é?

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved