Quinta-feira, 4 de Julho de 2019

À CONQUISTA DE LISBOA

À CONQUISTA DE LISBOA

Rogério Martins Simões

 

Em tempos

Quando o tempo passava lentamente

Hasteava a minha bandeira

De sonho e fantasia

E desertava da minha rua

Partindo à conquista.

E trazia nos pés botas cardadas

Com que desandava

e desbravava Outras ruas

(Outros campos de batalha)

Sem me perguntarem quem era

 

Eram os calções esfarrapados

E os joelhos esfolados

A camisa de cruzado

Com tintura de iodo pintada

E tinha um corcel feito de nada:

Um cavalo de pau de vassoura

Com que minha mãe me dava…

 

E tinha uma espada

Feita de uma cruzeta tresmalhada

E um escudo protetor

(Uma tampa de panela desirmanada...)

E os miúdos da minha rua

Armaram-me Cavaleiro de Lisboa

 

Ai como o tempo voa

Da minha rua,

Que passo agora em revista,

Parti um dia à conquista:

De moiros e tesoiros:

Cromos da capelista

Onde a minha fantasia morava

Praia das Bicas, Meco, 10-04-2011 22:57:15

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 00:03
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 28 de Maio de 2019

MULHER

MULHER Rogério Martins Simões De formosa te chamaram, E tão cativos ficaram, Presos, num feitiço qualquer. Feiticei...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:57
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 27 de Maio de 2019

POETA DO AMOR E LIBER...

“POETA DO AMOR E LIBERDADE”DALILA MOURA BAIÃO(Ao meu amigo Rogério Simões, com carinho) Este poema da autoria de DALILA...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 21:44
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quarta-feira, 8 de Maio de 2019

DIÁLOGO NUM PORTO DE ...

DIÁLOGO NUM PORTO DE ABRIGO QUANDO O MAR ESTÁ REVOLTO…. Rogério Martins Simões Soa um alarme Que se solta na noite es...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 01:14
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 30 de Abril de 2019

DIANTE DOS MEUS OLHOS

DIANTE DOS MEUS OLHOS Rogério Martins Simões Diante dos meus olhos Revejo palavras concretas Que me deixam colado à i...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 01:14
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 4 de Abril de 2019

BRINCASTE COMIGO

Imagem criada por mim ROMASI Brincaste comigo Rogério Martins Simões Brincaste comigo, pensando que não sabia. Antes ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:23
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 4 de Abril de 2019

CLIVAGEM

CLIVAGEM Rogério Martins Simões Por que andais Com a Europa às costas Se não a podeis clivar? Aqui “Onde a terra se a...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 12:17
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 2 de Abril de 2019

Dois olhares amadurec...

DOIS OLHARES AMADURECIDOS Rogério Martins Simões “Terna e doce recordação Nunca deixaste de me pertencer É meu, o teu...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 00:06
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Domingo, 31 de Março de 2019

Havia uma sombra...

HAVIA UMA SOMBRA Rogério Martins Simões Havia uma sombra, Que aos pés da minha cama, Todas as noites desafinava, - Dó...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:29
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sexta-feira, 29 de Março de 2019

CANTO O IMPREVISTO

CANTO O IMPREVISTO (Rogério Martins Simões) Canto o imprevisto O que se espera e não espera Canto o que conto, e não ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 21:50
link do post | ##COMENTAR## | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR