Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda




HOMEM

 

 

HOMEM

ROMASI

 

A idade chegou,

Dizem…

Já não sou adolescente

Agora dependo de mim

Sou consciente.

 

Homem

Pela força da idade

Um homem quase livre…

Debaixo das garras…

Subjugado…

Condenado à prisão

Livre…

Só o meu coração.

 

Sou um homem

Atirado para a vida

Só e só vou decidir

Ficar ou fugir…

Liberdade ou Prisão.

 

Mas sou um homem

Sou um preso condenado…

Sou um degredado

Obrigado

Mas não livre…

 

19/11/1968

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

Salvem o melro

 

 

SALVEM O MELRO

 

Amigos

Quebrei as regras que para mim impus quando criei este blog de poesia. Há notícias que ferem os tímpanos a quem as lê ou escuta. Por mim, que sou sensível, não posso deixar de vos comunicar o seguinte:

Venho por este meio manifestar a minha tristeza e pedir a vossa solidariedade, e o vosso protesto para uma notícia que me foi dado a conhecer na página 11 do “Jornal de Notícias” de 29/04/2004.

Está escrito entre outras coisas: Segundo proposta do Ministério da Agricultura, a lista de espécies abertas à caça poderá aumentar este ano, passando a incluir o melro, a gralha-preta, o gaio e a pega-rabuda.

Fiquei pasmado! Cá por mim já protestei no site do Governo.

Como é possível acabar com espécies que estão em vias de extinção em Portugal e são autóctones. Recordo que já poucas aves restam junto das nossas aldeias e o melro vive junto do homem, perto das suas casas e nas suas hortas, onde até é proibido caçar. Se esta lei passar, nada vai restar e não mais ouviremos chilrear, nas manhãs as aves que nos encantam.

No meu blog de poesia criei um post de protesto http://poemasdeamoredor.blogs.sapo.pt

AMIGOS: SALVEMOS O MELRO

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR