Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda




A gaveta das fotos

 

 

A gaveta das fotos

Sou o Rogério que tem por aí um livro de poemas e de vez em vez descobre algumas raridades que me deixam bem-disposto.

Quanto às fotografias sempre fui metódico, isto é, enquanto as fotos não me traziam más recordações. Arquivava as ditas em velhos álbuns, por colegas de escola secundária – Gil Vicente e Patrício Prazeres- Família, amigos de S. Vicente de Fora, atletismo e faculdade.

Depois parei no tempo – o tempo não era tempo para recordar e passei a guardar numa gaveta tudo ao molho e fé em Deus. Às vezes notava que da gaveta saíam uns gritos de protesto e eu não percebia porquê. Na verdade vim a descobrir que havia retratos cujas figuras, agora, se digladiavam.

Estive-me nas tintas para os ditos e ia apertando mais algumas, isto é comprimindo-as, colando cara a cara alguns desses personagens e cada dia que passava maior era o protesto.

Também lá existiam alguns que se aproveitaram para se aproximarem...por isso, às vezes, saíam da gaveta gemidos incontidos de prazer.

Estavam todas numa confusão e eis que resolvi fazer uma selecção.

Vou acabar senão não paro de escrever.

Concluindo há dois anos devolvi umas quantas que eu não queria ver.

É interessante, com o passar do tempo tudo se esbate e o que nos era amargo como o fel passa a ser menos amargo mas com sabor a azedas. Posto isto voltarei se estives disposta a aturares este poeta.

Bom ano e que 2005 te dê a continuação reinante com que nos brindas. Muita felicidade para todos nós, se tempo houver.

Rogério Simões

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

O inimigo cercava...

O INIMIGO CERCAVA

Rogério Simões

 

O inimigo cercava

E matava a minha fortaleza

Despedi-a,

Fiquei só.

Meu plano resultara:

Bandeira branca

Era o inimigo.

Ouve alegria

Encontros, abraços;

Amor,

Troca de beijos;

Música

Não hinos;

Pão não canhões

Flores não sangue

Roupas

Não bandeira

De contente

Convidei a fortaleza

E na festa

Houve guerra!

 

9/1/1969

Poemas de amor e dor conteúdo da página

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR