Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda




PAPAGAIO DE PAPEL ou Repliquem os sinos do meu coração

Este poema foi musicado por Yuriy Matviyenko em 2004. Dada a qualidade musical concedi a devida autorização para promover a sua canção em público. Obrigado por ter respeitado o autor do poema. A única alteração é no título: o meu poema é "Repliquem os sinos do meu coração" e tem agora o nome "Papagaio de papel"
Obrigado ao Yury
ROMASI
Rogério Martins Simões
Para escutar esta canção por favor desligue o som do fundo musical do blog
Poemas de amor e dor conteúdo da página

No mar dos teus olhos

(Foto de Rogério Martins Simões)
NO MAR DOS TEUS OLHOS
Rogério Martins Simões

O nevoeiro... desceu comigo à praia.
Estou cansado!
Gotículas de água salgada
Afogaram-se no meu peito de chuva...

Baloiço-me, nas vagas deste silêncio:
Na bruma dos aguaceiros
Deste meu navio encalhado
E no mar dos teus olhos
Vejo partir uma gaivota...

Praia das Bicas, 19/10/2011
Poemas de amor e dor conteúdo da página

Na tinta na pena ou no sonho

NA TINTA NA PENA OU NO SONHO
Rogério Martins Simões

Cada beijo teu
Um desejo me custa
Por cada passo
que passo
A ti me enlaço

Ah!
Hoje quero cantar uma pena
Pela pena das minhas mãos
E assim eu afago
Teu rosto de papel
E engulo a seiva da tua tinta
Num bater ritmado
Do meu peito
Em tua pulsação distinta.

Por cada beijo teu
Um desejo me custa
Mas mesmo assim
meu amor
Na tinta
Na pena
Ou no sonho
Em cada passo
Que passo
Desencontrado
Eu me encontro contigo.

Lisboa, 9 de Novembro de 2004

(Registado no Ministério da Cultura
Inspeção-Geral das Atividades Culturais I.G.A.C.
Processo n.º 2079/09)
Poemas de amor e dor conteúdo da página

Abre o envelope...

ABRE O ENVELOPE
Rogério Martins Simões

Abre o envelope:
Os fragmentos dos dias;
As ausências na penumbra;
Os sorrisos que adias.

Que levas no envelope?
Os pensamentos marginais?
O tempo vazio?
O frio?
Os gritos com açaimes?
Os bolores na esperança?

Abre o envelope
Aquele que não selaste
Aquele que não rasgaste

Um perfume corre ligeiro
Toma este cesto com flores.
Rasga o envelope…
Campimeco, Meco, 24-01-2012 01:22:37
Poemas de amor e dor conteúdo da página

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR