Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda




SEM FORÇAS PARA REGRESSAR

IMG_03701.JPG

 

E A NATUREZA ME DEU TRÊS DIAS DE DESCANSO

 

Foram deliciosos estes dias em que a Parkinson me deu tréguas.

Corri, andei, e senti o fascínio pela vida: uma enorme vontade para viver.

Voltei a sonhar e até pensei que se tinham enganado no diagnóstico. 

Hoje, ao quarto dia de tréguas, voltaram as dores, os tremores

e foi com tristeza que aditei um novo dia aos catorze anos deste sofrer.

14/06/2016

Rogério Martins Simões

 

SEM FORÇAS PARA REGRESSAR

Rogério Martins Simões

 

Por aqui ando

E não me limito a tentar

O meu andar parece uma onda quebrada na estagnação

 

Fujo

Escondo-me nos fundos do meu silêncio

Para que não me vejam tremer

Olho em redor

Nada mais me deixa transparecer

Nada mais treme para além de mim

 

Não

Não procures decifrar o indecifrável

Nem tudo é palpável

Maleável, comparável

Não

Não disfarces o que o tempo não te dá

Afinal tudo mudou

 

Vai

Oh meu coração afogado em lágrimas

Que estas dores que não te deixam sorrir

Meco, 14/6/2016

(Os dias amargos de um doente com Parkinson)

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

HORAS INFINITAS

IMG_4189.JPG

 

HORAS INFINITAS

Rogério Martins Simões

 

 

Aqui me entrego ao tempo lato.

Aqui o meu tempo não passa, demora,

Numa lenta e eterna agonia.

Deixei a vida lá fora …

Aqui apreende-se a viver sem viver.

E, enquanto me afundo,

Desvio este olhar profundo,

E passo a olhar para a vida:

Com a passagem das horas infinitas…

 

Hospital dos Capuchos, Lisboa, 20/02/2016

 

(O direito de autor é reconhecido independentemente de registo, depósito ou qualquer outra formalidade. ver artigo 12.º do CDADC. Lei 16/08 de 1/4)

(A registar no Ministério da Cultura - Inspeção-Geral das Atividades Culturais I.G.A.C. – Processo n.º 2079/09)

Poemas de amor e dor conteúdo da página

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR