Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda




Rogério Martins Simões

Cria o teu cartão de visita Poemas de amor e dor conteúdo da página

21.03.18

GOLPE DE ASA FOTOTOTAL.bmp.jpg

 

A POESIA É ETERNA

Rogério Martins Simões

 

Às vezes fico para aqui a pensar...

Como a poesia é eterna!

Fico a imaginar

Quantos poemas foram perdidos,

Rasgados,

Queimados

Esquecidos!

 

Que importa quem os rasgou?

Não importa quem os esqueça,

Versos que um poeta libertou,

Se a poesia sempre regressa!

 

É na palavra, pela palavra,

Feita em verso que me alimento.

É na palavra, feita de pranto

Riso ou encanto, que me sustento!

Sou um simples poeta!

 

Venham comigo viajar

Num beijo doce roubado!

Venham comigo provar

A noite, o mel e o pecado.

 

Deixem-me recriar a poesia

Que escrevo e que canto,

Horas dentro,

Em abrupta calma:

O riso,

O silêncio

Ou o pranto

Que me abraça

Que me beija

Nesta alma infinda.

 

Olhem esta folha de papel,

Este favo de mel:

A poesia é eterna

 

- Poesia! És tão linda!

15-10-2004 1:27:41

(Registado no Ministério da Cultura

- Inspeção-Geral das Atividades Culturais I.G.A.C. –

Processo n.º 2079/09)

Poemas de amor e dor conteúdo da página

21.03.18

IMG_1084.JPG

 Lúcia Marina Alves de Almeida

Amiga Lucia Marina Alves Almeida esta nossa presente amizade não fica pelo momento em que ficámos amigos no Facebook, mas a partir do momento em que duas Editoras brasileiras me solicitaram a devida autorização para que o meu poema Darfur/Sudão passasse a ser incluído na sua obra didática intitulada Fronteiras da Globalização, de sua autoria e de  Tercio Barbosa Rigolin destinada ao ensino Médio brasileiro.

Assim a amiga Lucia Marina Alves Almeida ao colocar aquele meu poema em livros destinados ao ensino Médio no Brasil concedeu-me uma honra única e talvez a maior que um humilde poeta um dia poderá ter:

UM POEMA MEU A SER ESTUDADO E INTERPRETADO POR MUITOS MILHÕES DE ESTUDANTES BRASILEIROS - obrigado

 

Tudo para mim começou com o recebimento da seguinte mensagem que me deixou muito feliz:

A Abril Educação – Editora Ática está produzindo a obra didática intitulada Fronteiras da Globalização, de autoria de Lúcia Marina e Tércio, destinada ao Ensino Médio. O autor gostaria de contar com a reprodução do texto abaixo mencionado, razão pela qual vimos-lhes solicitar a devida autorização.

Por se tratar de obra didática, cuja tiragem é determinada pelo número de escolas que vierem a adotá-la, não temos nesse momento como estimar a quantidade de exemplares a ser impressa/disponibilizada. Dessa forma, solicitamos que a autorização seja limitada pelo prazo de 4 (anos), a contar da publicação, extensiva às versões impressa e digital e podendo ainda ser fixada em formato MEC Daisy.

Unidade 7

Capítulo 20

Darfur – Sudão

Rogério Martins Simões

Aguardo de seu retorno, agradeço desde já e permaneço à disposição para esclarecimentos.

Atenciosamente,

Sandra Lima

Direitos Autorais - Editorial

Abril Educação - Editoras

Avenida Otaviano Alves de Lima, 4400 - EDA - 5º andar

Freguesia do Ó - São Paulo - SP - CEP: 02909-900

Tel: (0xx11) 3990-2159

 

 

De imediato respondi a autorizar tendo solicitado que me remetessem o livro onde está o meu poema o que até à data não aconteceu. Entretanto publiquei um livro de poesia pela CHIADO EDITORA intitulado GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO onde não consta o Darfur/Sudão.

2º Pedido

segundo pedido e por ser novamente incluído nas “ Fronteiras da Globalização", desta vez em – O Mundo Natural e o Espaço Humanizado – 1º ano, de autoria de Lucia Marina Alves de Almeida e Tercio Barbosa Rigolin, destinada ao Ensino Médio Brasileiro.

Por tudo isto a minha eterna gratidão

Rogério Martins Simões

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

08.03.18

Pair of brown eyes.jpg

 

SÓ!

Rogério Martins Simões

 

Só! Todos já saíram.

Só! Estou a reparar:

Nos cabelos brancos

E numas quantas marcas

No fundo do meu olhar.

 

Só! Daqui a pouco

Todos estarão de volta.

E o que mais me importa

É que me vejam:

Mesmo que nem reparem

Como estou cansada.

Como estou tão só.

 

Só! Como todos cresceram

Sem darem conta

Que sobre mim recaíam

Todos os cuidados.

Só! Vou contando os anos

Festejando os danos

Pelos aniversários…

 

Mas amanhã será sábado…

E neste tudo será diferente:

Amanhã não estarei só;

Não estarei sozinha…

E à noitinha,

Tão de perto, tão rente

Estarei noutro olhar…

E voltarei para ser rainha...

Meco, 10/02/2017 00:42:47

© DIREITOS DE AUTOR

Poemas de amor e dor conteúdo da página

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



A MINHA GRATIDÃO

 PARA COM OS SEGUINTES AMIGOS

 QUE SEMPRE APOIARAM A MINHA POESIA


A MINHA MUSA

  • Elisabete M Sombreireiro Palma

    EFIGÉNIA COUTINHO

  • Efigénia Coutinho Poesia

  • Efigénia Coutinho SAPO

  • Efigénia Coutinho Poesia com imagens

    FERNANDO OLIVEIRA

  • Na escrivaninha com o autor

  • Instantâneos Urbanos & Naturais

    DANIEL CRISTAL

  • O Blog de Daniel Cristal

    ERMELINDA TOSCANO

  • Poetas Almadenses

    COPIE OS POEMAS GRAVADOS em MP3
    Voz de Luis Gaspar

    Estúdios Raposa

  • CARROSSEL

  • VOLTEI

    PODCAST de 2006

  • Rogério Martins Simões

  • amrosaorvalho.gif

    MEIO HOMEM INTEIRO
    Rogério Simões
     
    Meia selha de lágrimas.
    Meio copo de água
    Meia tigela de sal
    Meio homem de mágoa.
    Meio coração destroçado
    Meia dor a sofrer.
    Meio ser enganado
    Num homem inteiro a morrer.
    11/4/1975

    Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

    Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2004
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub