Sábado, 21 de Abril de 2012

NAS ONDAS DESTE MAR IMENSO

 

 

 

 

NAS ONDAS DESTE MAR IMENSO

Rogério Martins Simões

 

Um barco de pesca faina ao largo

Alargo os meus olhos para o ver

Nas redes talvez tenha um pargo

Que acabou por não crescer

O barco desliza puxado a motor

O vento avisa:

- Tempestade trás a dor!

 

Agitam-se as águas que estavam calmas

O barco balança,

Balançam as almas…

Nas águas em turbilhão

Amainam as ondas deste alteroso mar

Cintilam estrelas no ar...

Ao fundo da escuridão…

21-11-2011 22:05:27

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 23:16
link do post | ##COMENTAR## | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR