Segunda-feira, 1 de Agosto de 2016

A seguir a mim...

IMG_1603.JPG

 (Foto de Rogério Martins Simões)

 

A seguir a mim

Rogério Martins Simões

 

A seguir a mim

Tudo perdurará no tempo:

No Sol,

No orvalho da manhã,

Tudo é e será diferente.

 

A seguir a mim

Tudo irá andar,

Guiar,

Parar,

Falar,

Ou gritar!

 

Quero girar

Por onde tudo anda

E nada para.

E, acima de tudo,

Quero acordar no tempo

E partir!

Andar por aí…

Fazendo tudo, e nada,

Em busca do meu papel.

Que papel?

De um jornal que se apaga,

No estrume,

Ou se queima no lume?!

Então, que arda!

Ou a vida se renove.

 

Mas… a prova?

A prova está aqui,

Ainda vivo,

Cheirando o ar,

Semeando,

Colhendo,

O brilho do sol

Por entre as nuvens.

 

Quero atravessar os desertos

Do pensamento

E colher as areias

De cada momento:

Grão a grão!

Até ao fim!

Pois a grandeza é estar vivo

E, de certeza,

Permanecer no espaço,

Depois de ido…,

À espera

Que uma simples gota, de orvalho, caia

E me traga de volta,

Sem cabelos grisalhos,

Um sorriso de criança:

No colorido de uma crisálida;

Ou num papagaio de papel.

 

A seguir a mim

Tudo será diferente…

 

 

15-12-2003

 

(Registado no Ministério da Cultura

- Inspeção-Geral das Actividades Culturais I.G.A.C. –

Processo n.º 2079/09)

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 21:53
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR