Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

POEMAS DE AMOR E DOR

Livro de poesia GOLPE DE ASA NO SEQUEIRO Editado pela CHIADO EDITORA Poeta: Rogério Martins Simões Blog no Sapo desde 6 de Março de 2004 Livro de poesia POEMAS DE AMOR E DOR (Chiado books) já à venda

LANCE DE AMARGURA

LANCE DE AMARGURA

Rogério Martins Simões

 

Abro a porta que me dá acesso

Ao primeiro degrau da escada

Procuro o degrau

Quero avançar

Nem que tenha de subir a escada a pulso

 

Estendo a mão e não chego

Chego a perder a noção

De que estou parado

Num lance de escadas

Com o passo apeado

Desequilibrado

Com a corda na mão

 

Solto nas escadas

Todas as legítimas ambições

Todos os projetos por concluir

 

Boa noite silêncio

Boa noite tremura

Sobra-me tanto tempo e tanta amargura

 

Meco, Praia das Bicas, 19/09/2014 23:25:41

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

Palavras amargas

 

 

 CLAUDE MONET

 

 

 
 
Palavras amargas
Rogério Martins Simões
 
Grito, castigo,
Amigo,
Ponte.
Atravesso a ponte
Nadando.
Penando
E para aqui ando…
 
Andei para a ponte…
Atravessei o muro…
A murro, a cinto
E sinto o meu corpo
Tingido de púrpura…
 
Aponto!
Aponto…
Todos os dias a consciência
Aponto a continência
A abstinência
A turbulência
Que me lixa o peito
Que me traz vivo.
 
Agito
Este carvão consumido
Agito a minha ida
E vou a nado
Para a outra margem
Salto a torre de menagem
E de lá parto, também,
Sem saber para onde.
 
Quero resistir
Os tempos são de mudança
Sei para onde quero ir
Parei na descida
Regressa a minha confiança
Tenho de refazer a minha vida…
 
1989

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR

Em destaque no SAPO Blogs
pub