Quinta-feira, 4 de Abril de 2019

CLIVAGEM

Lisboa_Meu_Encanto.jpg

 

CLIVAGEM

Rogério Martins Simões

Por que andais

Com a Europa às costas

Se não a podeis clivar?

Aqui “Onde a terra se acaba e o mar começa”,

Há uma costa portuguesa,

Há um Tejo Peninsular….

22/01/2014 18:08:36

(Próximo ou 3º livro)

"Eis aqui, quase cume da cabeça
De Europa toda, o Reino Lusitano,
Onde a terra se acaba e o mar começa”

CAMÕES Extrato do canto III dos Lusíadas

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 12:17
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Domingo, 11 de Janeiro de 2009

Alma minha

(AMIGO ROGÉRIO, É CAPAZ DE ME ENVIAR UM SONETO SOBRE O AMOR NESTA TEMÁTICA CAMONIANA? QUEIRA CONSTITUIR UM PAINEL D...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 01:56
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sexta-feira, 21 de Março de 2008

POESIA

(Óleo sobre tela - Elisabete Maria Sombreireiro Palma) (2008) POESIA OU TALVEZ NÃO EM DIA MUNDIAL DA POESIA! VI...

Ler artigo
ano do poema: 2008
publicado por poetaromasi às 00:00
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Carta aberta ao Poeta...

Zé Baião, um abraço Estou aqui em “pulgas” para saber como decorreu o sarau poético. Contigo n...

Ler artigo
ano do poema: Carta aberta
publicado por poetaromasi às 01:48
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007

Acorda Bocage!

ACORDA BOCAGE… Rogério Martins Simões Fizeram-lhe um busto; uma pedra de adorno. Esconderam-no com tabiq...

Ler artigo
ano do poema: 2007
Notas: Correspond~encia entre poetas
publicado por poetaromasi às 22:08
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 28 de Junho de 2006

OLHEM PARA MIM

Olhem Para Mim Rogério Martins Simões Olhem para mim, Que o tempo tem razão (hoje não!) Há momentos Em que o ...

Ler artigo
ano do poema: 2004 Favorito
Notas: Faluas Do Tejo\01 Lisboa, Rainha Do Mar Madredeus
publicado por poetaromasi às 00:57
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (9) | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR