Quarta-feira, 4 de Julho de 2018

CONTINUO MINHA MÃE A CRESCER

IMG_0403.JPG

 

 

CONTINUO MINHA MÃE A CRESCER

Rogério Martins Simões

 

Continuo minha mãe a crescer,

Cresço e já não posso desistir.

Continuo, minha mãe, a erguer

Os caminhos por onde quero ir.

 

Não chore que eu irei escrever,

Quanto me ensinou a sentir:

Neste corpo que o viu nascer;

Nestes olhos que os viu abrir.

 

Tudo deu! Mais não me pode dar.

O menino cresceu, e de tanto amar,

Escreve versos com sua doçura.

 

Meus versos são o leite materno,

Gerados no ventre do amar eterno.

Mãe! Seu coração é de seda pura.

 

12-05-2011 19:27:26

 

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 23:33
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 12 de Setembro de 2017

MÃE

Mãe Rogério Martins Simões No passado Domingo, 10 de setembro de 2017, quando a fui visitar ao Hospital da Universi...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 04:28
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 15 de Junho de 2015

ERA UMA VEZ

ERA UMA VEZ Rogério Martins Simões - Mãe conte-me uma história - Meu filho, a mãe está cansada, fica para amanhã....

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:30
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Súplica

SÚPLICA Rogério Martins Simões Ordeno ao tempo Que o tempo pare Para continuar a ver Os cabelos brancos da minha...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 17:21
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Domingo, 6 de Maio de 2012

Continuo minha mãe a ...

CONTINUO MINHA MÃE A CRESCER Rogério Martins Simões Continuo minha mãe a crescer, Cresço e já não posso desist...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 14:14
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
Domingo, 5 de Julho de 2009

Foi numa madrugada de...

1949 - 2009 FOI NUMA MADRUGADA DE JULHO Rogério Martins Simões Foi numa madrugada de Julho Quando as estrelas...

Ler artigo
Notas: 5 de Julho de 1949, Socorro, Lisboa
publicado por poetaromasi às 02:30
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (2) | favorito
Domingo, 3 de Maio de 2009

Durma minha mãe

Durma minha mãe Rogério Martins Simões Durma minha mãe Que eu velo o sono por si Durma minha mãe Enquanto and...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 12:17
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (1) | favorito
Domingo, 15 de Fevereiro de 2009

MÃE - Parabéns

Nasceu na Malhada - Comeal 15/02/1925 Isabel Martins de Assunção, Minha mãe, nasceu numa pequena aldeia da Beir...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 12:18
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Quisera andar de carr...

Este poema, de que gosto muito, foi dedicado a todos os meus “companheiros” portadores da doença de Par...

Ler artigo
ano do poema: 2005
publicado por poetaromasi às 23:50
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Domingo, 4 de Maio de 2008

MÃE

Mãe que não aprendeu a ler mas sabe sempre os meus ais Mãe que cedo lutou para ter O tanto que nos deu e me dais ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 00:39
link do post | ##COMENTAR## | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR