Sábado, 16 de Janeiro de 2021

VERSOS DE AMOR

ani2014_02_15

aniversario.pg

Versos de amor

Rogério Martins Simões

 

Logo! Logo muito cedo,

Irrompe a luz, sem medo,

E descobre meu olhar.

Entra, sem bater à porta,

Quando o sol conforta:

Lembranças a despontar.

 

Em cima da velha mesa

Eu tinha a roupa presa

Com o prato da merenda:

Manteiga e pão escuro;

Que o branco era duro,

E só pela encomenda...

 

Solto os meus pés à légua

Que, na escola, a régua

Não aceita a demora...

Quisera, então, aprender,

A ler, para escrever,

Os meus poemas de agora.

 

Revejo, neste caminho,

Meus pais, com tanto carinho,

Neste nosso trilho em flor.

Volta o sol, que me beija,

Nesta manhã, que cereja,

Em meus versos de amor.

 

Lisboa, 30-10-2010 22:33:19

 

Simões, Rogério, in “POEMAS DE AMOR E DOR”,

(Chiado Editora, Lisboa, 1ª edição, 2019)

1ª edição: Agosto, 2019

ISBN: 978-989-52-6450-6

Depósito Legal n.º 459328/19

 

Poemas de amor e dor conteúdo da página
publicado por poetaromasi às 19:17
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 30 de Março de 2020

DEIXA A TERNURA

DEIXA A TERNURA Rogério Martins Simões Quando desesperado assim me deito, Quantas vezes calado em sobressalto, Como u...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 23:08
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 28 de Maio de 2019

MULHER

MULHER Rogério Martins Simões De formosa te chamaram, E tão cativos ficaram, Presos, num feitiço qualquer. Feiticei...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:57
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Terça-feira, 2 de Abril de 2019

Dois olhares amadurec...

DOIS OLHARES AMADURECIDOS Rogério Martins Simões “Terna e doce recordação Nunca deixaste de me pertencer É meu, o teu...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 00:06
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sábado, 3 de Novembro de 2018

DEPOIS DE TANTO VER...

DEPOIS DE TANTO VER Rogério Martins Simões Depois de tanto a ver Partir e chegar Voltava a desaparecer E a regressa...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 19:12
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2018

UMA ETERNIDADE NOS ES...

UMA ETERNIDADE NOS ESPERA… Rogério Martins Simões Quando tu e eu saltávamos em andamento, Numa corrida estreita, para...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 21:16
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Segunda-feira, 2 de Julho de 2018

MEU AMOR TARDIO E CAL...

MEU AMOR TARDIO E CALMO Rogério Martins Simões Meu amor tão fora de horas, Sem ter tempo, sem demoras, Será sempre ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:52
link do post | ##COMENTAR## | Ler comentários (3) | favorito
Terça-feira, 26 de Junho de 2018

NEM UMA SÓ PALAVRA PE...

Nem uma só palavra perdida Rogério Martins Simões Nem uma só palavra perdida! Nem um só gesto desmedido! É como um ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 19:53
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Quinta-feira, 3 de Maio de 2018

PERDIDAMENTE DOCE

PERDIDAMENTE DOCE Rogério Martins Simões Uma abelha beija um malmequer, Retira o pólen e a flor sorri. Nada saberá ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 22:17
link do post | ##COMENTAR## | favorito
Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017

A ESTRELA MAIS BELA Q...

A ESTRELA MAIS BELA QUE ENCONTREI! (Rogério Martins Simões) Sabes encontrar-me pela manhã No riacho e cristalino ...

Ler artigo
publicado por poetaromasi às 19:24
link do post | ##COMENTAR## | favorito

amrosaorvalho.gif

MEIO HOMEM INTEIRO
Rogério Simões
 
Meia selha de lágrimas.
Meio copo de água
Meia tigela de sal
Meio homem de mágoa.
Meio coração destroçado
Meia dor a sofrer.
Meio ser enganado
Num homem inteiro a morrer.
11/4/1975

Todos os poemas deste blog, assinados com pseudónimo de ROMASI ou Rogério Martins Simões, estão devidamente protegidos pelos direitos de autor e registados na Inspecção-Geral das Actividades Culturais IGAC - Palácio Foz- Praça dos Restauradores em Lisboa. (Processo 2079/2009). Solicita-se a quem os copiou alterando o nome, não respeitando o texto ou omitindo o seu autor que os apague ou os reponha na fórmula original com os respectivos créditos. Se apreciou algum destes poemas e deseje colocar em blog para fins não comerciais deverá colocar o poema completo, indicando a fonte. Obrigado

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. All rights reserved © DIREITOS DE AUTOR